25.1.17

Edifício Martinelli

Primeiramente, parabéns São Paulo, pelos seus 463 anos!!! Sinto muita honra de ter nascido e crescido nesta cidade. Sou e serei eternamente paulistana, não importa onde eu viva.

Eu escrevo tanto sobre a Suíça, mas nunca, jamais esqueci ou esquecerei das minhas origens. Eu sei quem eu sou e de onde eu vim. Posso morar fora a minha vida inteira, mas quando perguntada, sempre responderei com orgulho: "Sou de São Paulo", "Ich komme aus São Paulo". E, nada melhor do que o dia do aniversário de São Paulo para escrever sobre um importante marco da cidade: o Edifício Martinelli.

De pensar que quando eu trabalhei no centro de São Paulo, o escritório da empresa era praticamente ao lado do Martinelli, mas até então, eu nunca havia visitado-o, até porque os horários de visitação ao Martinelli são um pouco ingratos para quem trabalha full time: das 09:30 às 11:30hs e das 14:00 às 16:00, ou seja, horário de almoço é fechado, mas mesmo que fosse aberto, no horário de almoço eu almoçaria, obviamente! Aos sábados as visitações estão suspensas. Portanto, para os peões trabalhadores da redondeza, fica complicado subir no seu terraço nestes horários. Enfim, sem desculpas, porque tempo, quando a gente quer, arruma, rs...

A fila para a entrada no Edifício Martinelli
É muito fácil localizar o Edifício Martinelli, ele fica no centro de São Paulo e tem três entradas: pela Rua São Bento, pela Av. São João e pela Rua Libero Badaró. Você precisa encontrar a entrada da Av. São João, no número 35. Tome o metrô e desça na estação São Bento (linha azul), que você já estará bem próximo.
Metrô São Bento, com o mosteiro ao fundo
Bem, o Edifício Martinelli foi idealizado por Giuseppe Martinelli, que foi um imigrante italiano. Em 1924 ele era não só o prédio mais alto do Brasil, como também o primeiro arranha céu da América Latina, com 30 andares e mais de 100 m de altura, o que para a época foi um marco! O blog vambora, tem um post muito bem explicado sobre a história do Martinelli.
A visitação ao terraço do Martinelli é muito tranquila, além de ser gratuita e não precisar de agendamento prévio. E a vista lá de cima é sensacional! Você enxerga longeeee.... vê a praça da Sé, o prédio dos correios, prédios da Paulista e até onde sua vista alcançar...
Estando lá em cima, o bacana é que você faz as suas fotos sem pressa, tranquilamente, pois há tempo suficiente para fotografar de todos os terraços. Foi só uma pena eu estar com uma câmera bem simples, porque com uma câmera boa e/ou profissional e tempo bom, dá pra fazer fotos incríveis lá de cima!
 Os terraços do Martinelli com a vista para a cidade de São Paulo
Eu recomendo esse passeio a todos que visitem ou mesmo aos que morem em São Paulo! Pra ter idéia só depois que vim morar na Suíça, é que fiz esta visitação. Vergonha! Só me arrependo de não ter ido antes.
São Paulo é uma cidade incrível! Não só pelo Martinelli ou os seus outros monumentos e pontos turísticos, mas também pela sua diversidade humana. Lá sempre foi o refúgio para quem procurou estudar, trabalhar e se transformar. No seu brasão, a frase "Non ducor, duo" do latim, "Não sou conduzido, conduzo", define bem o meu sentimento ao tirar essas fotos, quando essa cidade imensa se mostrou mais uma vez pra mim e me permitiu captar tantas imagens através da minha câmera.

Muitos anos de vida, Sampa! Até mais, Martinelli!

6 comentários:

  1. Só o fato de estar nas alturas e render umas fotos bacanas, o passeio já valeu. Passou a impressão que lá é um lugar onde as pessoas podem sentar e simplesmente conversar, curtindo uma brisa, sem pressa pra nada.
    Beijos!
    www.vivendolaforanoseua.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gi, olha, qualquer voltinha pelo centro, não só de SP,mas acho que da maioria dos estados brasileiros, é uma descoberta né?! Sim, a visitação do terraço é bem tranquila mesmo, pelo menos eu não vi nenhum monitor apressando os visitantes. Bjs

      Excluir
  2. Eu amo São Paulo, tanto. Estou com tantas saudades da bagunça haha. Nunca subi no Martinelli, mas ele fica numa das minhas partes favoritas da cidade, no centro. Acho que o centro de SP é bem underrated, tem tanta coisa bonita, tanta história, tanta riqueza arquitetônica. Tanto restaurante bom, tanto boteco gostoso. Eu sou apaixonada. Não vejo a hora de visitar. Estou com passagens compradas e frio na barriga haha. Beijos Sandra!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabi! Olha eu fui em novembro. Comprei minhas passagens em setembro e ficava contando os dias, rs.. Suba no Martinelli se você tiver tempo, vale a pena!! Eu tb adoro o centro!! De uns tempos pra cá, foi bem revitalizado, mesmo assim continua um pouco subestimado mesmo. Eu andei muito pelo centro quando estive em Sampa. É de deixar saudades... Bjs

      Excluir
  3. Eu já andei por tudo ali, mas não tinha a informação de que o Martinelli era aberto para visitação. Fiquei sabendo disso depois que vim parar na Holanda! hahaha Depois acabava não dando tempo das vezes que fui, mas será visita certa da próxima ida ao Brasil. Este prédio tem uma história incrível. Que bom que esteve lá e aproveitou...o dia estava lindo, hein! Bjs e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eliana, eu também "descobri" um monte de coisas sobre SP (brunch do Mosteiro de São Bento, por ex) só depois que vim morar aqui, rs... tem coisas que parece que não damos valor quando moramos por lá... sem contar que a vida era aquela correria, né?! Bj

      Excluir

Seu comentário é bem vindo! Obrigada!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...