9.4.15

Cozinhando e comendo na Suíça

Logo que eu vim morar aqui, eu era a típica imigrante que tinha receio de não conseguir cozinhar a minha comida, ou de não me adaptar a alimentação daqui, afinal, meu paladar foi desenvolvido no Brasil, e, de repente mudar todo um hábito alimentar, poderia ser um pouco assustador. 

No começo bati o pé para a culinária suíça, achando que só comeria batata, queijo e salsicha, rs... Como eu estava enganada... hoje já estou completamente adaptada e adoro as comidas daqui.

Comida alemã: Schupfnudeln com legumes e carne de porco
É verdade que os pratos típicos suíços são mesmo poucos e muitos pratos do dia a dia são a base de batatas. Entretanto, as adaptações que podem ser feitas na culinária local, aliada a facilidade de se encontrar dos mais variados ingredientes, assim como a influência de outras culturas, enriqueceram as mesas suíças.

Risoto de gorgonzola com pera e nozes
Hoje minha alimentação é tão vasta, quanto os tipos de pratos que aprendi a cozinhar morando aqui.  Eu faço desde a comidinha básica do dia a dia, à receitas brasileiras e pratos da culinária suíça, alemã, indiana (amo curry), thai, italiana, francesa e por ai vai.


Yakissoba de frango

Aqui é muito fácil e acessível conseguir produtos de distintas cozinhas e ingredientes considerados por muitos até como "nobres", como, por exemplo, um presunto de parma, açafrão ou um bom vinho branco, que darão aquele toque especial até nos pratos mais simples.


Risoto de açafrão com filé de salmão ao limão

Esses produtos acabam refinando um prato e te dão inúmeras possibilidades de receitas, das mais simples, às mais sofisticadas. Claro que não são todos os dias que as pessoas vão cozinhar usando ingredientes "nobres", mas são coisas deste tipo que dá pra ter acesso morando aqui, até mesmo sendo possível comprá-las no supermercado do bairro. Eu não quero parecer esnobe com esse comentário, mas produtos que, devido aos altíssimos impostos praticados no Brasil, seriam difíceis de serem acrescentados em uma receita, por aqui é quase trivial. Em compensação, as carnes no Brasil têm cortes muito especiais e são muito mais em conta do que aqui. Um churrasco com "carne de verdade" na Suíça é algo muito caro!


Sauerbraten, um prato típico da culinária alemã e um dos meus favoritos

Por aqui também não é comum que se cozinhe muita comida. Nos almoços ou jantares com convidados, é preferível ter uma entrada e um prato principal bem feito, do que aquele monte de pratos diversos. Para os suíços tudo tem que ser "mega fein", pode ser simples, mas com algum requinte.

Lasanha de brócolis

Eu já notei que uma coisa muito importante na Suíça, (as vezes eu acho que até mais do que o sabor da comida, rs..), é a apresentação do prato. E isso em qualquer situação. O ditado comer com os olhos, aqui é levado ao pé da letra. Como eles (os suíços) se preocupam com este detalhe. Uma vez, em um almoço em família, eu comentei sobre isso e me responderam que é porque tudo que vai à mesa tem valor e não deve ser desperdiçado.

Eu, que já reclamei aqui que sentia falta dos restaurantes brasileiros a quilo, fiquei perdidinha da última vez em que estive no Brasil e fui nos quilos da vida, rs... quanta variedade e, consequentemente, quanto desperdício.

Eu, que até antes de vir morar na Suíça, não sabia e não tinha o mínimo interesse por cozinhar, posso dizer que hoje, modéstia a parte, me viro muito bem na cozinha. Acho que no passado soava até como uma coisa "menor" dizer que sabia cozinhar e que cozinhava em casa. Acredito também que isso era devido ao valor que se dava a mulher-esposa que devia ser boa de forno e fogão (rs).

Atualmente, pelo que eu tenho acompanhado, isso está mudando. As pessoas estão tendo mais prazer em cozinhar. Isso em parte muito pela influência de cozinheiros e chefs estrelados que fazem o maior sucesso com livros e programas de culinária, como o Jamie Oliver, a Nigella Lawson e a Rita Lobo, de quem eu sou fã e foi a minha maior inspiração para aprender a cozinhar.

Rocambole com recheio de geléia de frutas vermelhas

Hoje eu tenho a maior vontade de aprender a fazer pratos novos e diferentes e de experimentar coisas saborosas feitas por mim. E isso não foi porque eu casei e é meu trabalho, ou algo que eu tenha que fazer, ou ainda (como já ouvi dizer por ai), que é porque a mulher tem que alimentar o marido, rs.. Aliás, cozinhar acabou se tornando uma coisa que une ainda mais a gente, porque muitas vezes cozinhamos juntos e acabamos fazendo experiências únicas na cozinha. Além de ser uma necessidade básica, a alimentação e o preparo dela se tornaram um hobby pra mim e hoje em dia acho uma coisa super divertida de se fazer. Claro que tem dias em que eu não estou com a mínima vontade de ir para a cozinha e nestas horas eu não sinto culpa nenhuma em comer uma pizza ou uma massa semi-pronta. Porque cozinhar por obrigação é muito chato.


15 comentários:

  1. Assim como você, quando eu morava no Brasil nunca tin ha me interessado em cozinhar, foi aqui que aprendi e comecei a me interessar (mais por prazer do que por obrigação) e não é nada dificil, com tanto site, videos, tudo hoje em dia é simples, basta seguir à risca a receita! E por isso até cozinho melhor pratos franceses do que brasileiros!
    Tb gosto muito de variar e cozinhar pratos de varios tipos de paises. Tentei repetir em casa alguns pratos que comi na China, na Tailândia e na Turquia, e modestia a parte, tb ficaram bons!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, depois que você aprende o básico, não é mesmo nada difícil. Claro que já errei várias receitas, mas isso é normal, até a gente conseguir pegar o jeito. Como eu gosto muito de comer, tive que aprender a cozinhar, hehehe

      Excluir
  2. Eu admiro muito pessoas como voce Sandra, que tem prazer em cozinhar e tenta pratos diferentes...rs. Ja tem mais de tres anos que moro nos States e ate hoje nunca aprendi a gostar de cozinhar, eu tento fazer pratos diferents e tudo mas a paixao pelo processo, isso eu nao tenho. Eu adoro a facilidade que existe por aqui de achar restaurante e ingredientes de todas as partes do mundo. Antes de voce comentar da apresentacao dos pratos, eu tinha reparado de como eles sao "bonitos", essas diferencas culturais sao super bacanas, enquanto em alguns lugares comida so precisa ta gostosa e fresca em outros a aparencia conta muito. Thai food e uma das minhas favoritas, vou te convidar pra voce fazer um prato desses aqui em casa ta bom?!...rsrs.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, mas nem sempre foi assim... no começo era uma luta ir para a cozinha, rs... mas se eu não fizesse isso, não ia conseguir me alimentar bem e como pra mim isso é ujma coisa muito importante, aprendi a cozinhar.
      Eu adoro o jeito de comer daqui, com pratos bem feitos e apresentados. Hj pra mim, isso faz muita diferença. Pode deixar que quando eu for a NYC passo na sua casa e cozinho uma coisa bem gostosa pra gente comer, rs...

      Excluir
  3. Humm quantas delicias!! Fiquei morrendo de fome!! Eu achei super facil cozinhar na Alemanha, apesar de que na minha familia ja se cozinhava bem mais parecido com la, uma ou outra coisa so que faziam falta mas com o tempo a gente se acostuma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bárbara, sabe que no começo eu achava a culinária alemã bem fat e pesada? Mas,com o tempo percebi que nem todos os pratos precisam ser assim, e no mais, no inverno o corpo precisa de calorias. Afinal quem consegue sobreviver ao inverno suíço ou alemão comendo só frango grelhado com salada?, rs... Bjs

      Excluir
    2. Nunca tinha parado pra pensar na comida alemã como fat... mas faz sentido... As mais típicas são mesmo. Mas eu percebi que muitos alemães comem muita salada acho que especialmente no verao pra contrabalancear provavelmente hehege

      Excluir
  4. Parabens!! Fiquei "comendo com os olhos" alguns pratos apresentados. Ainda bem que as variedades daí fazem toda diferença.
    Bem que poderíamos aprender com os suíços sobre como não desperdiçar comida!
    Mas fazer o que né.. tudo são costumes que vem de berço!
    Carpe diem!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A culinária brasileira é maravilhosa, mas as vezes eu me pego pensando o porque tanto desperdício... as pessoas não precisam cozinhar tudo de uma vez porque nem todo mundo consegue comer tanto. Enfim, diferenças culturais. Abs!!

      Excluir
  5. Adorei esse post!! E que tal dividir a receita do Yakissoba de frango?? Eu também aprendi muito depois que mudei pra cá - no Brasil eu não sabia nem fritar ovo, mas nem era falta de interesse - lá nao tinha mta opotunidade de cozinhar, fora que com a nossa casinha e coisas dá bem mais gosto ne? Temos uma coisa em comum: tb sou fã da Rita Lobo, tenho esse livro tb e amo! Atualmente, alem dela amo a Tati do Panelaterapia e o Gui Poulain do Moldando Afeto. As receitas deles não falham nunca! Ps: que fooooome

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, quando temos a nossa própria casa , o ânimo para tentar coisas novas na cozinha aumenta! Eu vejo receitas em diversos lugares, mas a Rita Lobo e o programa dela no GNT foram o que mais me inspiraram a ter vontade de cozinhar pratos novos. Obrigada pelas dicas dos outros sites, vou dar uma olhada, é sempre bom conhecer coisas Novas!! Bjs
      Ah, vou procurar a receita do Yakissoba e já te mando!

      Excluir
  6. Ah, como eu queria ter talento pra cozinhar, mas sou uma negação, já tentei, não tenho mão mesmo, desisti...Compro congelados ou como fora se não tem ninguém pra cozinhar pra mim, mas sou ótima pra comer a comida dos outros, pode me convidar,hehe....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sei como é Madi! Você está convidada pra provar a minha comida aqui em casa :-). Bjs

      Excluir
  7. Huuuummmm, que delícia de post! hahahaha Ai Sandra, é verdade, se a gente quer, realmente, tem a possibilidade de variar muito e comer com qualidade. Cozinhar é um ato nobre, porque simplesmente precisamos nos alimentar para seguir vivendo. Saco vazio não para em pé, não é mesmo? Acho que, hoje em dia, não saber cozinhar é uma vergonha, isso sim!
    Eu aqui em casa, sou a mais chatinha, sinto mais necessidade de variar o cardápio no dia a dia. Posso até repetir algo da janta no almoço do dia seguinte, mas mais do que isso, pra mim, não dá. rs Marido já não liga, se estiver gostoso ele come mais vezes até acabar! rs
    Eu preciso ousar um pouco com estes pratos indianos e tailandeses...mas tô indo pelo basicão, ainda. Preciso ir atrás de ingredientes e receitas!
    E, claro, quando não tem inspiração ou bate aquela preguicinha, nada que uma massinha ou uma pizza não resolvam! rs Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo Eliana! Temos outras possibilidades e podemos sempre variar o cardápio, porque nem só de carne bovina, vive o homem, rs..., e pelo menos aqui na Suíça, isso é muito caro, Eu também faço só o básico mesmo dos pratos tailandeses e indianos, tb preciso inovar, rs.. Por sorte meu marido não é chato para comer e o que fizer, tá bom! Dei sorte, hahaha. Bjs

      Excluir

Seu comentário é bem vindo! Obrigada!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...