10.1.14

Zurique cult

Quase sempre a cidade de Zurique é mais lembrada por ser a sede financeira da Suíça, pelos seus bancos, pela famosa rua de compras, a Banhofstrasse e pela atmosfera business da cidade. Até ai, nada de anormal, porque a cidade representa tudo isso mesmo. Mas por trás disso tudo, existe uma Zurique cult, uma parte moderninha da cidade, onde está, digamos assim, o lado mais alternativo dela.

A área da Neumarkt que fica localizada no centro antigo da cidade, próximo ao distrito da Niederdorf (Dörfli para os locais) guarda o lado mais vanguardista de Zurique. Você pode começar a explorar a área a pé mesmo, a partir da Central, entrando em uma das vielinhas que sem erro, você já vai estar nesta região.

Central, em Zurique

Os distritos de Dörfli e Neumarkt meio que se misturam, onde acaba um, começa o outro, a área é caracterizada por ruazinhas que começam e terminam entre um distrito e outro.
  



É no distrito de Neumarkt, na ruazinha chamada Spielgelgasse que está localizada a casa onde Lenin morou durante um ano e lá finalizou a obra "Imperialismo, fase superior do capitalismo". Neste período, Lenin utilizou muito a biblioteca de Zurique, que está localizada nas imediações. (fonte: zuerich.com)

No número 17 da  Spielgelgasse está localizada a casa onde
viveu Lenin.

Algumas outras fachadas ainda guardam referência a poetas e escritores que moraram nesta região, num prenúncio do que o bairro representaria nos dias de hoje: um reduto para os artistas contemporâneos.



Fachada de prédios onde viveram os poetas George Büchner e o Joh Caspar Lavater, que foi visitado por Goethe em 1775

Ainda nesta área podem ser encontradas lojas de design contemporâneo, cinemas com uma programação mais alternativa, como a Arthouse, com filmes menos comerciais, e até serviços especializados que resistem ao tempo, como o hospital de bonecas e ursinhos de pelúcia à lojas com produtos de design exclusivo.



Há poucos metros da casa do Lenin, na Spielgegasse número 1, está localizado, o que pode ser talvez o simbolo mais "cool" desta região: O Cabaret Voltaire.



O Cabaret Voltaire foi aberto em 1916 . Dizem que Albert Einstein foi frequentador do Cabaret à época em que ele estudou em Zurique. Pelo fato da Suíça ter sido (e ainda é) um país neutro, durante a primeira guerra mundial, muitos artistas se refugiaram no país dos queijos e dos chocolates :-).

Nesta casa em 05 de fevereiro de 1916 foi
inaugurado o Cabaret Voltaire e criado o Dadaismo.

Foi nesta ocasião que um grupo de artistas que frequentava o Cabaret Voltaire criou o movimento artístico denominado Dadaísmo, que protestava contra a guerra e era a favor da liberdade da criação artística. O movimento abrangia as áreas da arte, da música, e do teatro e se estendeu também por outros países da europa.
 
Com o correr dos anos, o prédio que abrigava o Cabaret Voltaire, ficou fechado mas, em meados de 2002, um grupo de artistas ocupou - ilegalmente - o local para protestar contra o seu encerramento. Ao longo deste período, que durou três meses, houve uma série de performances, festas e saraus com diversos artistas. A população de Zurique participou ativamente destas atividades, mas em abril de 2002 a polícia expulsou os ocupantes :-(.

Desde 2004 o Cabaret Voltaire voltou a funcionar como um café e um centro cultural, subsidiado pela prefeitura de Zurique e pela iniciativa privada.

             Parte do café-bar Voltaire


Lá é possível ver algumas exposições de arte e fotografias e tomar um café. Em um dos dias que eu estive por lá, estava sendo exibida a projeção que conta a história de como surgiu o Dadaísmo. Atualmente está sendo exposta a temática Dada x estatística, que é uma mostra dos últimos 100 anos da cidade de Zurique, com os dados estatísticos da população, assim como os dados da profissão mais antiga do mundo, que na Suíça é regulamentada.





Há ainda uma lojinha na entrada que vende cartões, gravuras, e outros pequenos objetos de designers. A entrada no Cabaret é grátis, e a programação (somente em alemão) pode ser conferida na webpage do Cabaret.




Em 2008 houve um referendo para saber se a cidade ainda deveria arcar com os custos para manter o Cabaret funcionando, isso porque o partido de extrema direita SVP propunha o fim do incentivo. A maioria da população de Zurique foi a favor, o que garantiu a permanência do Cabaret Voltaire na cidade.

Vale a pena sair um pouco dos arredores da Banhofstrasse e do lago de Zurique, que são as atrações turísticas mais conhecidas da cidade e descobrir um pouco mais desta área "cult" e moderninha de Zurique.


17 comentários:

  1. Quanta coisa. Amei as lojinhas nesse estilo europeu, acho um charme. E eu que amo sociologia, não fazia ideia que Lenin morou em Zurique. Mas só fazendo uma correçãozinha, Lenin não escreveu o Manifesto Comunista. O manifesto é de autoria de Karl Marx e Engels. Dei uma pesquisada rápida agora e me parece que a relação de Lenin com o manifesto é que ele fez comentários sobre ele em seu livro O Estado e a Revolução, mas isso foi bem depois da publicação do manifesto.
    Beijos e adorei as foto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela observação Paula. É isso mesmo, já corrigi. Já havia lido alguma coisa que Lenin tinha tido uma participação no tratado comunista, mas a autoria mesmo foi do Marx e Engels. Faz tanto tempo que tive aulas de sociologia que preciso relembrar muitas coisas, rs... Bjs

      Excluir
  2. Post super interessante! Acendeu ainda mais a minha vontade de conhecer Zurique. Simplesmente adoro essa coisa meio boêmia e essa área pareceu ser bem assim pra mim. Certeza que o lugar vale a pena uma visita. Quando faço minhas viagens, gosto muito de me afastar do que é de praxe pra conhecer coisas que poucos se interessam. Sem dúvidas irei nesse lugar, ainda mais sabendo que o gênio dos gênios costumava passar um tempinho por lá! Parabéns pelo post, Sandrinha! Muito bom mesmo.
    beijos e bom fim de semana
    Ana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, boêmia, era a palavra que eu estava procurando para descrever esse canto de Zürich! É isso mesmo, a noite por lá é uma ferveção, rs... Quando você vier a Zurique te levo lá :-). Bjs

      Excluir
  3. Sandroca

    tudo é tão bonito ai. A arquitetura me impressiona.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma coisa bem diferente do que estamos acostumados a ver no Brasil, né, que tb tem a sua beleza :-) Bjs

      Excluir
  4. Adorei conhecer esse lado cult e artisticamente vibrante da cidade. Zurique e uma cidade incrivel e sempre nos impressiona.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem outra área de ZH que é bem moderninha tb. Qualquer hora escrevo mais sobre ela :-)

      Excluir
  5. Zurique é mesmo mt interssante, e sempre fico de boca aberta, como é cosmopolita à sua maneira e tao "multi-cult" como dizem os alemaes.Mas realmente pra mim o lago é a parte mais linda da cidade, a vista pros alpes é mt linda ali, Sandrinha...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cada lugar tem a sua beleza, eu tb adoro o lago e os alpes, mas mudar de ares de vez em quando é bom.

      Excluir
  6. Sandra, achei o post super interessante, adorei mesmo! Continua mostrando coisas assim de vez em quando? :)

    beijos

    ResponderExcluir
  7. Adorei o post Sandrinha! Leve, gostoso de ler e cultural ;-) Feliz fim de semana. xxx

    ResponderExcluir
  8. Adorei o post, até porque tudo que envolve cultura é comigo mesma. Já falei que tenho vontade de conhecer a Suíça, né? Mas são tantas cidades lindas que está difícil definir qual será priorizada rs. Um amigo do meu marido mora em Zurique e disse que a cidade realmente é bem encantadora. Sem dizer que é um banho de história.

    ResponderExcluir
  9. Ai que saudade de Zurich! rs Vc deve estar de saco cheio de eu chegar com essas onomatopéias de delírios por ver imagens de um lugar que achei incrível rs

    Kisu!

    ResponderExcluir
  10. Celular é item obrigatório e vai pra qualquer lugar (qualquer lugar mesmo rs)

    Kisu!

    ResponderExcluir

Seu comentário é bem vindo! Obrigada!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...