30.11.13

O vendedor alemão

Essa semana me deu cinco minutos e dai resolvi ir à vizinha Alemanha. Fui à Waldshut, que é uma cidadezinha alemã, que faz fronteira com a Suíça.  Já até comentei sobre ela neste post.




Fui de trem e em menos de uma hora estava lá :-). A cidade é bonitinha, tem um comércio razoável, mas não é lá grande coisa,rs... mas eu queria mudar os ares e como eu estava precisando comprar algumas coisas, que na Alemanha chegam a custar quase metade do preço do que custa na Suíça, uni o útil ao agradável :-). Alías, a cidade é cheia de suíços que vão lá também para comprar. É o chamado "Einkaufstourismus" (turismo de compras), que gira a economia das cidades fronteiriças e que preocupa o governo suíço :(.




A cidade estava tomada por barraquinhas de Natal, que vendiam de tudo, até artigos natalinos, rs... Mesmo assim, eu gosto muito dessas feirinhas de Natal, especialmente por causa do Glüwein (vinho quente), das guloseimas, do cheirinho da canela e das amêndoas tostadas, hummmmmm.



Ops, mas não era só sobre isso que eu queria falar escrever. Fiz algumas comprinhas na Müller, que é como se fosse uma lojas Americanas da Alemanha. Ao sair da loja, compro um pão com uma bratwurst (a salsinha alemã) e paro para comê-la. Enquanto isso fico observando um alemão que vendia um inovativo (nas palavras dele) cortador/descascador de legumes.

Peço aqui licença para tecer alguns comentários sobre os alemães, rs...  apesar de não morar na Alemanha, na Suíça, vivem muitos deles. Eu já conheci/conheço alguns e não dá para deixar de notar de como os alemães gostam de discursar discutir quando dominam determinado tema, e se o tema for técnico, melhor (ou pior, depende de quem ouve) ainda.

Só para registrar, ano passado, na virada do ano, fomos para a casa de um casal de amigos (ela brasileira, ele alemão).  Uma das convidadas, uma alemã, muito simpática por sinal, estava conversando conosco e em um dado momento, para ser simpática eu perguntei alguma coisa sobre o trabalho dela. Gente, a menina me narrou como era o sistema in-tei-ro de logística com o qual ela trabalhava. Aprendi a lição: se você perguntar alguma coisa para um alemão do qual ele goste e tenha conhecimento, ele vai te responder com riqueza de detalhes. Não queira ser simpática, rs... Até marido ficou atordoado com a narrativa da menina, rs...

Voltando ao vendedor... só sei que o rapaz descrevia o cortador/descascador de legumes com tanto, mas com tanto entusiasmo, que era como se este fosse uma máquina cheia de comandos e de detalhes técnicos, e que realmente precisasse de um manual do usuário para começar a usá-la.


O vendedor alemão :-)

Não estou o menosprezando por isso não, por vender uma coisa aparentemente simples e descrevê-la com tantos detalhes, só fiquei realmente impressionada com a criativa descrição técnica que ele usava. Ninguém vai pode reclamar que comprou gato por lebre, rs... Além do mais, os alemães sabem melhor do que ninguém construírem e especificarem máquinas. Não é a toa que os eletrodomésticos, os eletrônicos e os carros alemães, estão entre os melhores do mundo e possuem excelente tecnologia.

Sem brincadeira, se o vendedor do cortador de legumes, estivesse em um palanque, os mais incautos acreditariam facilmente que ele estava recitando Goethe ou algum outro filósofo alemão, rs...


O descascador de frutas e legumes
Acho que o fato dos alemães gostarem tanto de um discurso e de se alongarem em um tema, se deve ao fato da magnífica tradição que os teóricos e os poetas alemães deram para a história da filosofia, da sociologia, da psicologia e da construção do pensamento. Além do que, quem fala um idioma tão difícil, tão cheio de sufixos, prefixos, artigos, dativos, genitivos e por ai vai, tem mais é que gastar!

Fiquei imaginando como seria o "discurso" de um vendedor suíço. Ele provavelmente diria que as frutas cortadas com este cortador ficariam "mega fine" e só, sem muitos detalhes, rs...  Já um vendedor brasileiro, bateria palmas e gritaria: "Vamo lá, minha senhora, olha olha olha, frutinha descascadinha e já prontinha". "Menos trabalho pra patroa". "Olha só a novidade, essa você só vai encontrar aqui, na barraca do Zé".

A parte técnica, seria apenas um detalhe :-).



4 comentários:

  1. Eu nunca imaginaria que alemaes sao desse jeito...rs...eu ja estudei com alguns e eles em geral eram muito simpaticos mas nunca foram de se alongar tanto no assunto, vai ver que era porque estavam falando em ingles, no proprio idioma quem sabe ne...rsrs.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, acho que no idioma deles, eles se soltam! rs.. Bjs

      Excluir
  2. Isso é que eu chamo de labia de vendedor hahaah. Também não pensei que os alemães fossem assim tão falantes...

    ResponderExcluir
  3. Realmente, os preços na Suíça são pra ricos mesmo rs.
    Que bom que em uma hora vc tá na Alemanha. Quero muito conhecer alguma cidade de lá rs.

    Kisu!

    ResponderExcluir

Seu comentário é bem vindo! Obrigada!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...