10.7.12

A Suíça e a melhor idade

As pessoas da melhor idade (falar idoso é politicamente incorreto?) aqui na Suíça, pelo que eu tenho observado tem uma vida bastante ativa: viajam, fazem aulas de dança, caminham, fazem hiking nas montanhas, vão à cafés - o café Sprüngli, da Paradeplatz, é o point dos encontros, dizem que por lá sempre rola uma paquera entre os vovôs e vovós...rs..




É comum, principalmente agora no verão, circularem pelas estradas suíças muitos ônibus de excursões, lotados com as pessoas da melhor idade. Elas aproveitam mesmo a vida!! 

Aquela ajudinha, tão bem vinda dos avós, que poderiam ajudar a cuidar dos netos, enquanto a filha ou o filho trabalham, por aqui não funciona. O ditado: "Quem pariu Matheus que o embale" é levado ao pé da letra. Por isso é normal vermos muitas mulheres terem filhos em escadinha, pois é melhor ter logo dois ou três "de uma vez" e interromper temporariamente a carreira só uma vez para cuidar dos filhos, pois os avós não terão tempo para ajudar na criação dos netos, pois estarão envolvidos em inúmeras atividades. Só a título de curiosidade: uma diária em um berçário na suíça alemã custa em torno de 150 francos - aqui não existe berçário subsidiado pelo governo - por isso algumas mães (e pais também) optam por trabalharem 70 ou 80 porcento depois da licença maternidade, pois assim podem ficar com os filhos duas vezes por semana e custearem os outros dias no berçário. Conheci algumas sulamericanas, mães de primeira viagem, que trouxeram a mãe para ajudar nos primeiros meses do bebê.

Eu não critico os vovôs e vovós suíços por aproveitarem a vida em vez de cuidarem dos netos. No Brasil eu achava um absurdo algumas pessoas deixarem toda a responsabilidade dos cuidados com a criança a cargo dos avós, enquanto alguns saíam para "cair na gandaia", rs... E o coração mole dos avós se apegavam à criança e eles acabavam assumindo os netos como filhos. 

No Brasil o número de idosos também vem aumentando e acredito que houve uma melhora na qualidade de vida de muitos deles. As pessoas estão vivendo mais e consequentemente querem se manter ativas, assim já há muitos investimentos na área para esse público alvo e gente se especializando para trabalhar com geriatria.

ps: Um detalhe que lembrei, após ter lido o comentário da Marcia, é que também os idosos, por aqui, vivem praticamente sozinhos. Eles muitas vezes preferem se "internarem" em um asilo a viverem com os filhos. Não vi nenhum caso de pais vivendo na casa dos filhos. No Brasil as relações de afeto, neste sentido, são mais valorizadas.

Vida longa a nós todos!!!! 

E aproveitando o post, quero pedir a todos que passam por aqui, que enviem uma corrente de pensamentos e vibrações positivas para a Renata do blog Passaporte Love. Ela descobriu recentemente um câncer de mama e hoje estará sendo operada para a retirada do tumor. 
Renata, meus pensamentos estarão com você! Você sairá dessa logo logo. Esperamos por notícias suas em breve. Beijos querida...



27 comentários:

  1. Tudo bem?
    Li algumas coisas no seu blog e gostei muito! Parabens pela iniciativa...
    Moro em Basel ha dois anos, e não conheço muitos brasileiros por aqui... o intuito deste comentario é manter contato, fazer amizade...
    Uma otima semana para você e bom verão!
    Abraços,
    Jessica.

    http://jealvescarbone.blogspot.ch/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Bem vinda por aqui!! Fui algumas vezes a Basel e adorei a cidade, com tantas artes... Vamos mantendo contato. Vou lá visitar o seu blog. Abraços

      Excluir
  2. É verdade Sandra, os velhinhos aqui são super independentes! Mesmo nos asilos (pude fazer estágio por algum tempo em um aqui), eles procuram manter o máximo de autonomia possível. Até brinco falando que muitas vezes o programa do dia deles é ir ao mercado - vão beeeem devagarzinho com o andador, compram o que precisam, pegam o tram e tudo.... Acho isso muito legal. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, os velhinhos daqui são super independentes e eu acho isso tão importante. Bjsss

      Excluir
  3. Eu acho o máximo como os velhinhos aqui tem pique, às vezes até mais que eu!! Quando eu crescer quero ser como eles!!! hahahhahha

    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahah, com certeza muito deles tem um piquei melhor do que o meu também...rs... Nem sei o que vai ser de mim na idade deles, preciso fazer alguma coisa quanto a isso rápido :-)

      Excluir
  4. Acho certissimo a galera da melhor idade aproveitar essa epoca da vida onde estao livre de filhos e trabalho para se curtir. Acho absurdo esse povo que sai fazendo filho e depois larga pra mae/pai/tia ou seja la quem cuidar. Aqui pelos states a galera mais idosa tambem sai viajando pelo pais e vai muito pra Europa, no Brasil quando eu tava vindo ja estava mudando bastante a postura dos idosos, ja tinham muitos aproveitando pra viajar muito.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é...já vi cada caso, que os avós que sustentavam o neto com a aposentaria que era pequena porque a filha e/ou filho não se responsabilizavam pela criança e que avós querem ver o neto passando por dificuldades??
      Os que podem fazem bem mesmo em aproveitar a vida!!

      Excluir
  5. Oi Sandra! Nossa como é caro um berçário por ai...heim?...concordo que não pq está com uma certa idade...que tem que morrer pra vida....se entregar....nao! tem que aproveitar cada minutinho....mas ao mesmo tempo acho que deveriam dar um certo valor aos momentos em familia...nao digo cuidar dos netos em tempo integral....mas ajudar...um pouco...
    bom..ainda nao passei por isso...e sinceramente acho que aki em casa....o ditado sera certo...quem pariu matheus que o embale!...nao acho que sogra vai cuidar do meu baby..nao! kkkk bjs....e vamos torcer pela Renatinha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Marcy, também vejo um pouco de "desapego" pelos netos por aqui, não é só o fato de cuidar, mas sim de passar mais tempo junto dos seus. Minha sogra já faleceu, ela era uma ótima pessoa e muito legal comigo. Mas se um dia eu vier a ter filho vou ter que me virar sozinha, mas acredito que não seja uma coisa do outro mundo ... tenho amigas que se viraram muito bem!! Brasileiro é um pouco comodista sim, desde fazer uma pequena faxina em casa (muitas acham que vão morrer se lavar um banheiro), até aquelas que querem uma babá em tempo integral!!!

      Excluir
  6. adoro essa vida que eles levam aqui na Europa...
    menina essesdias estava indo para o curso e passou ao meu lado uma "senhora" de 65 anos aproximadamente correndo, correndo mesmo... e eu sedentária, fiquei até com vergonha!!!
    estou sabendo da Renata... e já rezei por ela! triste não...
    beijosssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, muitos "velhinhos" estão bem melhores do que eu também, rs... pode acreditar :-)
      Vamos torcer pela Renata!!!

      Excluir
  7. Aqui tambem a vida dos idosos è bem ativa, mas os avòs ajudam muito os filhos a cuidarem dos netos.

    Desde ontem que tenho pensado muito na Renata, voce tem alguma noticia?

    ResponderExcluir
  8. Respostas
    1. Avós italianos acho que são bem parecidos com os brasileiros!! As vezes até "pior", rs...
      Não soube mais nada da Renata... também andei pensando muito nela. Tomara que tenha dado tudo certo na cirurgia. Vamos esperar por mais notícias. Bjs

      Excluir
  9. Oi Sandrinha!
    A turma da terceira idade desfruta de uma qualidade de vida fantástica na Europa. São respeitados, não precisam temer assaltos e tem aposentadorias garantidas pelo governo.
    No entando observei na Alemanha que muitos idosos acabam indo para asilos, que embora sejam de primeira qualidade, me dão arrepios. Sei que nem todos os filhos tem capacidade financeira e até mesmo de tempo para cuidar de pai e mãe idosos, mas me parte o coração ver os velhinhos em lugares assim.
    Bjim
    Márcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcinha, fiz até um adendo ao seu comentário no post, porque vc levantou uma questão que ainda não tinha pensado: os idosos que se internam em asilos, muitas vezes por vontade própria. Também acho triste, pois os laços familiares parecem que se perderam em algum lugar do caminho. Bjs

      Excluir
  10. Oi Sandra!
    Nossa, meu blogger ta uma porcaria, ele nao tem me avisado de postos novos dos blogs que eu sigo... hunfs
    Olha, amanha saio de ferias, então eu devo dar uma sumida...
    Estou acompanhando o caso da Renatinha e tenho certeza que ela vai tirar isso de letra! Eh dureza, mas ela vai sair dessa!

    beijocas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luana!! Férias é tudo de bom, aproveite!!!! Já tivemos notícias da Renatinha, felizmente correu tudo bem!!
      Boas férias e mande notícias :-). Bjs

      Excluir
  11. Meus sogros cancelaram as férias por causa da ultima netinha que nasceu semana passada, prematura...o que assusta a muitos quando conto hahaha Minha sogra é daquelas avós que põe debaixo da asa mesmo e faz todos os gostos dos netinhos e toma conta deles na boa, pra filha viajar duas semanas sozinha com o marido hahaha Acho que nem no Brasil deve rolar mais este tipo de coisa hahaha Bom, eu só acho que ela tá meio cansada por conta disso e acho que a filha tá meio espaçosa pro meu gosto rs....mas não me meto no assunto porque nem me diz respeito. Elas que se entendam...só acho que pra ela, que tá numa certa idade, não tem obrigaçao nenhuma...agora que nasceu a netinha, que é de outra filha...a filha vai querer o mesmo tratamento que a irmã recebe da minha sogra. Veremos, porque vai ser punk daí. Agora tomara que esta crise não sobre pra gente e a gente possa desfrutar das mesmas regalias que o pessoal da melhor idade tem agora...quero ter uma "melhor idade"pra mim também hahahah

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, caso raro esse dos seus sogros viu :-), só não pode deixar a filha mal acostumada...rs... Eu, se fosse filha dela tb "reinvidicaria" as mesmas regalias com os meus filhos...rs..
      Também quero aproveitar muito a minha "melhor idade"...rs.. Bjs

      Excluir
  12. Sandra obrigada por compartilhar essa corrente de energia positiva, isso tem me dado uma força tremenda e quando leio essas palavras de vcs me sinto como tivesse levado um abraço daqueles bem apertados que só quem ama sabe dar.
    Eu quero ficar velhinha assim, exatamente como vc citou no post, indo pra balada e tudo!!Se Deus quiser,bjkss e um abraço bem grande viu:)
    Obrigada!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Renata você é muito querida!! Obrigada eu por você compartilhar algo tão difícil, nem todos tem a sua coragem.
      Sim, ficaremos velhinhas bem baladeiras :-). Bjs

      Excluir
  13. Sandra, aqui no EUA e tenho esta percepção também q os idosos vivem intensamente esta nova fase de liberdade deles!! Percebo que aqui eles ficam tão concentrados em alcançar coisas quando são mais jovens, que quando aposentam querem viver tudo intensamente. Eu acho isto muito positivo, mas sou a favor de algo mais equilibrado... Acho que devemos viver intensamente todas as fases... Viajar e aproveitar também enquanto somos jovens!!! Não sou a favor de ter filhos para os avós criarem, mas eu super queria ter meus pais por aqui para poder me ajudar qndo tivesse filhos... Não quero terceirizar a criação dos meus futuros filhos, mas queria poder ter a opção de mandar eles passarem um fim de semana com os avós rsrsr Bjuss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também penso como você, as vezes a gente corre tanto atrás das coisas e no fim não consegue aproveitar tudo o que foi conquistado. O tempo não pára!!
      Avós por perto sempre é bom, pelo lado prático e também pelo lado afetivo. Quem mora a um oceano de distância aprende a dar muito valor a isso né!? Bjs

      Excluir
  14. Isso deve ser coisa europeia. Víamos bastante na Irlanda, e agora vemos aqui na Inglaterra, os idosos totalmente ativos. É um estado de espírito! Eles não se entregam ao sofá só porque os anos passaram. Ao contrário, aproveitam que têm tempo e fazem tudo o que dá vontade. É demais!!
    Bjos e muita força pra Renata!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas os idosos brasileiros, pelo que eu observei um pouco antes de sair do Brasil não estão ficando muito atrás não!! As coisas por lá também estão mudando, ainda bem!! Foi-se o tempo da vovó que SÓ ficava em casa tricotando :-). Bjs

      Excluir

Seu comentário é bem vindo! Obrigada!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...