28.6.12

Gente amargurada

Quis escrever este post, que pode parecer baixo astral, pra falar dos tipos de amargura e amargurados que ando vendo - ou não - por ai.  Não vemos, quando esses se fazem passar por anônimos e saem atacando blogs com comentários ofensivos e maldosos. Não, não passei por isto no meu blog, mas essa semana, um blog que eu lia foi fechado, vítima de gente maldosa, e, vira e mexe, outros blogs amigos reclamam deste tipo de ataque que sofrem através de comentários de "anônimos".

Semanas atrás li uma reportagem sobre a amargura - se eu achar o link coloco aqui - e deu pra entender muitas coisas. Um dos parágrafos da reportagem mencionava que todos nós devemos saber que nem sempre vamos alcançar os nossos objetivos e realizar os nossos sonhos e é preciso estar disposto a aceitar isso, senão correremos o risco de nos tornarmos, na velhice, ou antes dela, uma pessoa ranzinza, azedaamargurada.

É díficil, mas é preciso ser racional e equilibrado para não ceder a essas agressões, e nós sabemos que elas machucam. As pessoas, neste mundo cibernético, muitas vezes se valem de sua condição de "anônimo" para atacar os outros e descontar sua amargura. É gente que não consegue realizar os seus sonhos, pois não tem tempo de correr atrás deles, pois ficam vivendo a vida dos outros, querendo azedar as conquistas deles e os atacando por trás de um anonimato.

Isso também acontece com algumas pessoas depois que se elas se tornam idosas. Algumas se valhem dessa condição e saem praguejando pra Deus e todo mundo a sua infelicidade. Elas são mal educadas com caixas de supermercados, com enfermeiros, com todo mundo...  e ai, se algum de nós, revidar... A lógica é simples: se você foi uma pessoa boa, legal e serena a vida toda, será um velhinho(a) fofo(a), daqueles que a gente tem vontade de papear por horas e horas e até levar pra casa, rs..., mas se você foi um boçal toda vida, se tornará um daqueles insuportáveis que ninguém quer ter por perto. Como sabiamente disse Ruy Barbosa: "Os canalhas também envelhecem".

Eu, graças a Deus, não nasci com o "gene" da amargura, rs... Digo gene, porque em algumas pessoas essa característica é tão marcada que parece algo patológico! Conheci gente que tinha uma vida tão boa (mas vida boa e felicidade são conceitos tão relativos né?) mas que era tão amargurada, que eu nem tinha vontade de ficar perto.

Uma vez, no metrô, em SP, eu estava sentada em um dos bancos, que não era o preferencial para idosos, e quando o metrô parou em uma das estações, de repente, uma senhora entrou com tudo e praticamente me enxotou do banco pedindo o lugar! Eu fiquei tão passada, porque foi tão rápido e inesperado, que nem deu tempo de eu ter oferecido a ela o lugar!  Eu, que tenho muito respeito por pessoas idosas, fiquei até sem reação perante essa atitude.


E educação não tem nada a ver com idade. Algumas pessoas acham que com a idade, ganham o direito de se comportarem como bem entenderem e o mundo que os aceite como são. Recentemente estávamos visitando um museu durante uma viagem e uma senhora idosa, muito elegante por sinal, sentou-se em uma das cadeiras do museu que estava protegida por uma corda, imediatamente a funcionária percebeu e pediu para a senhora se levantar, pois o móvel era uma peça de museu etc e tal, a mulher praguejou, disse que estava cansada e que precisava se sentar...a funcionária não cedeu e pediu então que a mulher fosse para fora, descansasse e depois voltasse, a funcionária estava quase puxando a senhora pelo braço, pois ela não queria sair e a situação foi bem constrangedora.

Tem gente que durante a vida toda não cultivou a simpatia e nem o amor dos seus, e depois exigem que na velhice as pessoas os "aturem". Não estou nem me referindo as pessoas que são acometidas por doenças, como por exemplo, o mal de Alzheimer, que torna, até a mais dócil das criaturas, uma pessoa agressiva, mas sim àqueles que sempre foram pessoas "difíceis" e que  na velhice continuarão sendo... Eu prefiro me retirar antes, a me tornar uma dessas velhinhas insuportáveis, das quais ninguém mais quer a companhia, rs...

Mas, ainda bem que no mundo e aqui na blogosfera, que também é um mundo, ainda tem muita gente do bem e que tem a capacidade de se compadecer destes, porque compaixão é o que eles mais precisam.

15 comentários:

  1. E verdade Sandra o que tem de gente amargurada e ranzinza vivendo a vida alheia em vez de viver a sua propria por aqui e pela vida real nao e facil. Cabe a nos ignorar e seguir com nossa vida sem nos deixar abater, as vezes e dificil mas nessas horas precisamos ser fortes e ate das pessoas boas que existem pra nos ajudar a levantar a moral. E voce falou uma boa verdade, tem muito idoso se aproveitando da sua situacao pra espalhar sua falta de educacao, infelicidade e incoerencia por ai, uma pena , a nos cabe de novo nos afastar pra nao sermos influenciados por essa gente.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Realmente é lamentável as pessoas tem essas atitudes de humilhar e ofender um blogueiro se escondendo atrás de um perfil anônimo, assim é fácil né!!
    No meu caso nunca aconteceu mas caso um dia venha a acontecer acho que tbm fecharia o blog pelo fato de ser quase impossível lutar contra esses crimes cibernético, tem até um orgão que defende mas sinceramente eu acho que não adianta.
    Amargura e mal humor constante na minha opinião além de frustração é uma doença que a pessoa carrega na alma, uma energia ruim.
    Eu pretendo me tornar uma velhinha boazinha e antenada o oposto da avó que tenho que além de ter sido uma pessoa mto dif´cil a vida toda agora tbm está com o alzheimer, ela está no mesmo estilo que a velhinha da cadeira que vc citou, dif´cil.
    Bom final de semana Sandra, bjkss

    ResponderExcluir
  3. Oi Sandra...
    Eu gosto de dizer assim:
    - Os azedos que me desculpem, mas a vida tem que ser doce!
    De fato a amargura das pessoas, embalada por frustrações diversas, tem produzido efeitos muito estranhos na sociedade, nos comportamentos, nas paisagens humanas.
    Mas nenhuma argura justifica ser ignorante com o próximo, tratar mal ou humilhar o outro. Acho isso uma falta de elegância, pra não falar falta de berço, descomunal!
    Mas não mudamos ninguém... Só a nós mesmas para ter compaixão e piedade de pessoas assim.
    Bjim
    Ah, o lago que me referi é o do Montreaux! As árvores de lá inclusive se parecem muito com as da Nova Zelândia, com suas folhas em formato de longas linhas!
    Márcia

    ResponderExcluir
  4. Eu ja pensei em fechar o blog uma vez porque começaram e me xingar no twitter, usando o link do blog e o meu nome... E essa semana eu ja recebi dois emails bem mal educados, ate falei de um deles no meu ultimo post.

    Eu realmente nao entendo qual a graça de diminuir e sanear uma pessoa, mesmo... E as vezes eh bem dificil de continuar.

    ResponderExcluir
  5. Pois é né minha amiga?
    Eu fui uma vitima dessas essa semana! E fiz a denuncia no meu proprio blog e depois de receber mais ameaças precisei converter para rascunho algumas postagens, mas todas devidamentes guardadas... inclusive com os comentarios!
    Eh mto triste isso, principalmente porque envolve muita coisa e muitas pessoas... e eu sofro pra caramba com isso...choro, passo mal e sabe? Nao vale a pena!
    Dos olhos de Deus ninguem escapa!
    Eu vou dar um tempo por hora nos meus posts, mas mais pra frente eu volto se Deus quiser... e quem sabe para dar uma noticia boa? Uma novidade legal?
    Estou sempre aqui acompanhando o seu blog e das outras queridas...

    Com carinho,

    Katita

    ResponderExcluir
  6. É Sandra, excelente o seu texto...é assim mesmo, amargura traz amargura e solidão.

    ResponderExcluir
  7. Muito triste esse tipo de coisa, muito triste...

    ResponderExcluir
  8. Oi Sandra....vc ta falando do blog da Katita...pois é...também acompanhava, não via e vi nada demais...pra que as pessoas agredissem ela verbalmente. Ela coitada ..ja teve ate problemas no face. SAbe uma coisa...digo e repito MIL VEZES!!!
    NINGUEM GOSTA DE VER A FELICIDADE DOS OUTROS, QUANTO MAIS TRISTE ESTIVERMOS, MAS FELIZES ESSAS CRIATURAS FICAM. Sao o que chamamos de vampiros...agora tem os vampiros virtuais...que acompanham sua vida e tentam te sugar. Acho que ja comentei ate no meu blog...sobre um outro blog que lia...que por um acaso tambem era da turquia...a menina teve serios problemas e fechou o blog dela tambem. Pena. Era divertido.
    Essa semana lendo o blog da Chica: http://enaholanda.blogspot.com/
    nao sei se vc ja leu...bem bacaninha....ela conta a experincia dela..com uma amargurada e infeliz....2 vezes na rua...e advinha o que foi PIOR: a bendita da amargurada era BRASILEIRA!!! Criou o maior rebu na rua e no mercado! Fala serio! Miga (posso chamar de miga?) eu sou vitima de uma criatura assim, era amiga..ate o dia em que disse que ia casar e morar fora...menina!!! fez de tudo pra que eu fosse demitida...e pior...nao pude sair embora tivesse 6 dias de folga....nao pude resolver nada em relacao ao meu casamento...tudo marcado para setembro...marido adiou passagem...e tals...fazer o que...era minha boss...e tive que aguentar ...quieta..afinal...tinha contas e compromissos....hoje pelo estresse de mais de 6 meses...sofro com pressao alta...(fora que na epoca...fiquei depressiva, tive hemorragias...problemas nervosos)....tudo pq me ver feliz a incomodava....(a historia e longa!)....mas nao quero ser velhinha chata nao! espero nao ser! kkkk bjao

    ResponderExcluir
  9. Aff...conheço bem esses tipos de pessoa. Ja fui atacada por varios anonimos no meu blog, sabe aquelas pessoas que vem morar imaginando que tudo sera flores e se chocam com a realidade? pois è, ai pegam um blog onde ve pessoas felizes com a escolha de vida e saem atacando. Eu rezo por elas, para que encontrem a felicidade.
    Ja os velhinhos, aqui na Italia tem muito velhinho mal humorado. No inicio eu ficava roxa de vergonha, levava cada fora sem necessidade que dava vontade de chorar. Mas agora eu aprendi, quer respeito? entao me respeita. Vivo brigando com os idosos folgados. Sou uma pessoa muito educada e muito gentil, mas quando alguem gratuitamente me "ataca" eu pago na mesma moeda. E nao è que deu certo? agora to menos estressada. Mas o mundo è assim, existem pessoas doces que dividem o mel delas e crescem na vida, enquanto as amarguradas perdem apenas tempo e deixando de viver.
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Muito bom o seu post. Acontece muuuuito isso. Estou em uma fase ruim da minha vida e me controlo pra não destratar as pessoas q não tem nada com o meu problema e muitas vezes querem apenas ajudar.

    ResponderExcluir
  11. A gente fala tanto que no nosso mundo atual as pessoas séao ranzinzas e mal-humoradas, mas infelizmente pessoas assim sempre existiram! Outro dia eu comecei a pensar mais seriamente no assunto e tentei lançar a pergunta a todas as pessoas ao redor de mim: em que momento a pessoa começa a ser grossa e mau-humorada com todo mundo? Eh claro que todo mundo tem lá os seus dias, mas quando é sistemático??? Eu sei que sou o tipo de pessoa "tolerância zero" e posso facilmente responder de forma atravessada a uma pergunta ou comentário que eu considero óbvios. Mas você disse bem e lembro de um professor de gerontologia que dizia que quem foi simpático a vida inteira será um velhinho simpático, e quem foi chato a vida inteira vai ser um velho ranzinza!!!

    ResponderExcluir
  12. Aqui na Italia è meio praxe esse tipo de atitude dos mais velhos. Lembro que no Brasil eu adorava puxar conversa com velhinhos nos pontos de onibus. Conheci muito velhinho legal e fiquei sabendo de historias de vida realmente impressionantes. Quando cheguei aqui na Italia achei que fosse igual, entao quando eu via um velhinho (homem) eu sorria e tal. Todos tentaram me agarrar a força. Nao estou falando de "senhores" de 50, 60 anos, estou falando de velhinhos de 70, 80, 90. Nao è a toa que os italianos tem maior fama de pedofilo no mundo, nao sei o que esses velhinhos tem. Depois que conheci o Henry ele me explicou que os velhinhos que sorriem para moças mais jovens tem sempre segundas intençoes, e que o melhora a fazer è ignorà-los. Foi assim que eu me tornei mal-educada, nao respondendo aos "bom dia" dos velhinhos nas ruas. Melhor assim.

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Fugi um pouco do assunto... mas 'ce me perdoa nè? srsrsrs

    ResponderExcluir
  14. Adorei seu post... caiu feito luva neste momento. Acabei de receber (ontem na verdade) um mega comentário de um anonimus que detonou algo que escrevi. Acho que ele não entendeu (ou não quis entender) o espírito da coisa ou fui eu mesma que não soube me expressar bem... sei lá. Fiquei bolada, mas publiquei o comentário. É chato lidar com isso, com anonimus que dizem o que querem e não mostram a cara! Fico imaginando se é uma pessoa triste, amargurada, ou se só estava num dia ruim e sem querer... acabei tocando num ponto dolorido. Blogar nem sempre são flores!
    Gostei do seu cantinho... tô ficando. Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Seu post é antigo, mas acabei vendo pq a foto da Dona Clotilde me chamou a atenção.
    Pois eu concordo exatamente com tudo o que vc disse. E olha, tá aí a descrição da minha ex-sogra auhuhaua eita mulher amargurada.

    Kisu!

    ResponderExcluir

Seu comentário é bem vindo! Obrigada!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...