16.2.12

O país mais verde e a cidade mais cara

Essa semana Zürich foi eleita a cidade mais cara do mundo, seguida por Tóquio e Osaka (Japão) e Oslo na Noruega. A lista completa pode ser conferida aqui . E a Suíça ficou em primeiro lugar entre os 10 países mais verdes do mundo, seguida pela Letônia, Noruega e Costa Rica.

Klöntalersee
Eu acredito que a Suíça mereceu o mérito de cidade verde por todas as razões citadas aqui, pela preocupação com a redução dos poluentes e pelo cuidado com as áreas verdes do país. Todas as áreas verdes são muito bem cuidadas, os rios e lagos tem água limpíssima. As florestas que restaram também estão preservadas, dentro do possível (se a minha amiga Ka ler isso ela vai pensar: também destruiram tudo no passado tem mais é que preservar o que sobrou mesmo"), mas eu penso que é com os erros que se aprende e o país aprendeu. E quando eu leio notícias de São Paulo e vejo o povo reclamando por causa da proibição das sacolinhas de plástico nos supermercados eu nem sei o que pensar. Gente que quer que os supermercados ofereçam sacola de papel, o que pra mim é a idéia mais absurda. Quantas árvores têm que ser derrubadas para produzir as sacolas de papel?

Zürich é sim uma cidade cara, caríssima. E as pessoas vivem nesta cidade para trabalhar e consumir e ter mais dinheiro e ganhar mais e competir e ter o cargo mais alto nos bancos e nas empresas, e novamente ter mais dinheiro (ganhar dinheiro é bom também, não estou criticando!). Não todo mundo, nem todo mundo, mas é assim na maioria das vezes. No oposto disso estão os punks que vivem na cidade, eles estão sempre reunidos ás margens do Rio Limmat. Não trabalham por ideologia e assim se recusam a se enquadarem no esquema da cidade.

Bellevue, Zürich
Zürich oferece segurança, qualidade de vida, quase tudo funciona bem, o trem atrasa raríssimas vezes e quando isso acontece o "atraso" é de 3, 5 minutos, o tram e o bus estão sempre no horário, tudo funciona como um relógio suíço. O mercado de trabalho é vibrante, as pessoas conseguem ganhar um salário atrativo. Tudo funcionando, tudo controlado, tudo no horário. E depois de um tempo vivendo nessa "vibe" você também vai ficando menos intolerante quando algo não funciona "de acordo", ou seja, você sem perceber já entrou no esquema da cidade. As vezes a emoção do caos também faz falta. Não reclamo de viver aqui, afinal foi uma escolha minha. Sou feliz!

No quesito entretenimento a cidade deixa um pouco a desejar, porque uma cidade tão cara poderia oferecer mais em termos de diversão... pelo menos para o meu gosto. A maioria dos lugares (bares, discos, festas, restaurantes) estão quase sempre lotados porque de uma certa forma acredito que há uma carência de mais lugares/espaços assim. Não sei porque não há mais investimentos nesta área. Quem lê pensa que eu frequento a night...hahaha.
 
No verão a cidade muda! A vibe é outra. A cidade vibra, as pessoas vibram. Ai o verão acaba, a cidade muda, as pessoas mudam... e este ciclo vai se repetindo entra ano e sai ano.

Lugar perfeito não há, talvez Pasárgada, vou me embora para lá...

10 comentários:

  1. Pois é, Sandra, aqui nos EUA eles oferecem tanto a sacola de plástico quanto a de papel, o cliente escolhe qual ele quer. No nosso caso, usamos aquelas bolsas ecológicas, daquelas bem grandes. Já deixamos nos carros para não esquecer. Acho que o povo reclama mais é do fato de ter de pagar pelas sacolinhas já que o custo delas obviamente já vem embutido no preço final dos produtos. A Suíça realmente parece linda, mas meu marido também reclamou da falta de entretenimento. Se bem que ele viveu aí nos anos 80, muita coisa deve ter mudado. Beijo

    ResponderExcluir
  2. Eu entrei numa discussao sem fim com uns amigos pelo facebook por causa dessa coisa de sacolas. Aqui na Bélgica se paga pela sacola de plastico. Cada um leva a sua, ou aqueles carrinhos de compras - tipo de feira. Eh mais ecológico! Todo mundo la em São Paulo reclamando, falando que eh golpe dos mercados e coisa e tal, e quando eu conto que aqui eh igual eles dizem "mas ai as pessoas são educadas, são conscientes"

    Gente, se elas fossem tao educadas e conscientes o mercado não cobrava! Essa coisa so funciona quando dói no bolso! igual a coleta de lixo.. Aqui se paga por quilo de lixo produzido e dai todo mundo começou a reciclar...

    ResponderExcluir
  3. Na França é normal vc ver as pessoas levando a sua sacolinha e se nao leva paga pela sacola,ai aqui no verao tbm a vibe é outra,xero :)

    ResponderExcluir
  4. Ah querida, Pasargada e aqui! Aqui dentro de nos, ne nao?
    NAo conheco a Suica, mas fiquei com vontade de ir prai, de visitar e descobrir os deslumbres do seu cantinho. menos os punks - esses eu deixo pra la...

    ResponderExcluir
  5. Sandra já tinha lido que essas cidades eram as mais caras e organizadas do mundo, quando se paga uma taxa alta de impostos e se vê que o dinheiro está sendo usado em benefício da população chega até ser estimulante trabalhar, o cidadão não se sente lezado, preserva mais é uma questão de educação tbm coisa que deve ter qualidade excelente por ai.Quanto as sacolinhas essa estória está dando pano pra manga e tenho certeza que no final não vai dar em nada, triste.Tenha um otima fim de semana Sandra, bjks pra vc

    ResponderExcluir
  6. oi Sandra!
    caramba você é amiga da Eli Pechin...nem acredito...adoro ela...somos amigas virtuais desde 2009...
    Que coincidência meu esposo esta viajando amnhã para Zurique (a trabalho)... adorei saber que é considerada a mais verde! pena ser tão cara né!
    beijosss
    PS.: adorei o blog!
    Onde vc mora na Suíca?

    ResponderExcluir
  7. Ih, eu já entrei nessa discussão de sacolinha uns 3, 4 anos atrás em outros blogs brasileiros - quando eu nem tinha blog ainda. Eu falava que o pessoal tinha que esquecer essa estória de querer continuar ganhando sacolas/sacos ou o diabo que o valha dos supermercados. Quase apanhei no mundo virtual. Aliás, apanhei: fui chamda de alienada (oi ?) e o escambau. Tanta sacola eco lindona por aí, de fibra de milho, arroz. Aqui em casa nós compramos umas de fibras nos proprios supermercados e estou achando que vão durar uma eternidade.
    Agora, cidade/mundo perfeito não há. Vai ver que aí em Zurich os empreendedores não querem se arriscar em bares e restaurantes. Se há tanto oportunidade de trabalho estável, para que se arriscar num negócio próprio ?
    Eu compreendo os punks. Algumas pessoas não querem fazer parte da "rat race". Há outras alternativas do que apenas viver para consumir. Esses jovens estão em busca de outros entendimentos.

    ResponderExcluir
  8. Eli
    Nós temos dessas bolsas ecológicas aqui em casa também, acho ótimas. A Suíça é linda mesmo! O país é super tranquilo para se viver. Gosto daqui :-).

    Luana
    Essa é a questão: quando tem por a mão no bolso as pessoas repensam os conceitos. Simples assim.

    Nira
    No verão a "vibe" sempre muda né... se bem que eu adoro o inverno :-)

    Inaie
    Pasárgada está realmente dentro de nós!!! Vem pra Suíça, aposto que você gostar :-)

    Renata
    Já é de praxe as coisas não darem "em nada" no Brasil né... nossa dá até desânimo. Pagar imposto e ter retorno do que se paga é muito bom, sem dúvida um estímulo pra gente!!

    Ana
    Eu "conheci" a Eli há pouco tempo nestes mundo dos blogs :-). Tb a acho um amor!! Acho que o seu marido vai gostar de Zurique, é a minha cidade preferida na Suíça :-). Eu morei durante dois anos e meio no centro de Zurique e desde outubro moro no Aargau, continuo bem pertinho de Zurique (27 minutos de trem)

    Anita
    Eu também entendo os punks :-). Apesar que eu jamais conseguiria viver o estilo de vida deles!! Pois é, eu espero que um dia a idéia das sacolas eco pegue no Brasil também, mas até lá esse assunto ainda vai dar muito pano pra manga... aff

    ResponderExcluir
  9. Sandra, Parabéns para seu site, mas você deveria mudar o título. "Fondue" não se escreve "foundue", é FONDUE.

    Abraço
    Sebastien

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sebastian!! Nossa, obrigada por avisar, eu não tinha percebido que o nome estava escrito errado, rs... Abraços

      Excluir

Seu comentário é bem vindo! Obrigada!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...