28.2.12

Hóspedes

 "O hóspede ideal é aquele que é esperado quando chega
e deixa saudades quando parte"
Danusa Leão
 
Lendo o blog da Eliana, o Vivendo aqui na Holanda, ela escreveu sobre uma reportagem da Danusa Leão, que entre outras coisas fala sobre simplicidade e etiqueta. Em uma das passagens a Danusa comenta que se não tiver dinheiro para viajar e se hospedar em um hotel ela não viaja, já que não gosta de se hospedar na casa de ninguém. A própria se mudou para um apto de apenas um dormitório porque ela não tem mais paciência para receber ninguém em casa. Eu achei um pouco radical mas em partes eu concordo até porque para se hospedar na casa de alguém, na minha opinião, é preciso ter muita intimidade e acima de tudo respeito para com o anfitrião.


Em junho eu devo receber uma amiga com o marido e o filho aqui em casa e estou muito contente com essa possibilidade, afinal eles são amigos queridíssimos que eu faço questão de receber na minha casa. Já estou fazendo os planos!!

Quando eu viajava em turma, vira e mexe alguém "diferente" participava das viagens e as vezes por ai tinhamos uma boa ou má experiência. Geralmente íamos para a praia e alugávamos uma casa ou íamos para a casa de alguém do grupo. Quando o grupo era o mesmo era fácil porque todo mundo se conhecia e assim não tinhamos desavenças. Eu sempre digo que se você quer conhecer uma pessoa viaje com ela e fique hospedado na mesma casa. Por ai você conhece os folgados, os bagunceiros, os encrenqueiros, os cooperativos, os engraçados, os legais e por ai vai.

Um tempo atrás teve uma situação no Orkut em que eu ajudei uma pessoa que pedia dicas sobre Zürich, já que ela estaria viajando pelas proximidades. Eu dei as dicas e tal e a pessoa pediu o meu msn (que eu quase nunca entrava) porque queria saber mais algumas coisas e eu prontamente passei o meu msn. Papo vai, papo vem, em um dado momento eu percebi pelas indiretas que ela queria que eu a hospedasse na minha casa! Como assim, uma pessoa que eu nunca vi na vida e troquei apenas algumas mensagens?? Na época eu fui clara e disse que meu apartamento era pequeno e que ainda não tinhamos estrutura para receber visitas, o que era verdade. O cúmulo foi em um dado momento ela sutilmente sugerir que ela e o marido não se preocupariam em dormir em qualquer canto. (!)

Eu acredito que é possível uma amizade nascer através de um contato virtual. Eu sei de meninas que se conheceram por blogs, pelo orkut e etc e que se tornaram amigas, que se visitaram nos países onde vivem, mas tudo foi sendo construído, a amizade foi brotando, ai sim né? O duro são quando certas pessoas forçam uma amizade para tentar tirar proveito disso. Pra mim é o começo do fim!

Eu não consigo ser intima de quem eu mal conheço assim logo de cara. Isso vem um pouco da minha criação, eu e minhas irmãs nunca fomos estimuladas a viver "enfiadas" na casa dos outros. Eu tinha amigas que praticamente passavam o dia fora de casa e pareciam que eram hóspedes nas próprias casas pois apareciam só para dormir...rs..

Enfim, quando se é hóspede o bom senso é o que prevalece. Fui hóspede pouquíssimas vezes e eu sempre fiz questão de não incomodar, ajudei até onde me foi permitido e retribui a hospedagem de uma maneira que eu achei carinhosa.

Conviver é uma arte e entre hóspedes e anfitriões é uma arte e tanto.

12 comentários:

  1. Olha, como eu sou muito reservada eu nunca "sofri" ser alvo de oferecidos (as) de plantão rs rs... Eu acho um imenso prazer hospedar meus pais e minha melhor amiga (que há anos atrás bateu o pé e disse que só iria me visitar na Holanda se a irmã dela fosse junto). Como eu iria estar trabalhando uma semana do mês que ela passaria aqui topei. Não é que me identifiquei muitíssimo mais com a irmã dela (que eu conhecia superficialmente, talvez duas vezes a vi) do que com minha amigona ? É porque minha amiga é uma career woman, nem na criação do filho participou. Então nem me ajudar a cortar uma cebola ela podia. Não tinha iniciativa para nada. Eu a hospedaria de novo ? Claro que sim, com imenso prazer !
    Agora Sandra... eu não teria constrangimento nenhum em recusar um oferecimento desses que vc teve. Não daria nem desculpa. Diria: "Eu não hospedo desconhecidos(as)." Sem mais delongas, ponto final.

    ResponderExcluir
  2. Voce tem TODA razao, passe alguns dias com alguem e voce descobre como essa pessoa eh... Intimidade nao eh nada facil!
    Eu divido meu apartamento com meu marido, com quem vivo ja ha 8 anos e mesmo assim tem horas que eu quero jogar as coisas dele pela janela! risos..

    Passei por uma coisa muuuuuiito desagradável quando me mudei pra Narnia Molhada do Sul. Como Maridon ficou ainda mais dois anos em Narnia (Suecia) indo e vindo me visitar (e eu indo pra la tb) resolvi - BURRA!!! - dividir meu apartamento com outra pessoa, uma menina que eu achei que fosse bacana e que rapidamente virou minha amiga (coisa difícil de acontecer comigo, na verdade). Acho que por ela ser brasileira, por eu estar num momento muito ruim da minha vida... sei la... so sei que ela veio morar comigo e isso foi bom no começo pra diminuir os gastos com a casa e tals...
    A louca de pedra, além de porca (a ponto de eu ter que explicar que absorvente usado se enrola num papel no lugar de jogá-lo aberto no lixo, veja a situação) resolveu um belo dia que meu marido não poderia entrar na minha casa... Eu estava no Brasil visitando minha família e meu marido estava aqui na Zoropa passeando com os pais dele... Ele ligou pra ela avisando que iria pro apartamento e ela PROIBIU!

    Essa menina ficar dando indiretas para ficar na sua casa eh o cumulo da falta de senso, nao eh?

    ResponderExcluir
  3. Eu sou adepta do Couchsurfing.. então me hospedo na casa de estranho e abro minha casa para eles também. ADORO... tudo tentando fazer de forma segura, ams acho que é parte da diversão!!!

    ResponderExcluir
  4. A amizade em si é uma arte. Eu confesso que eu sou mais receptiva, mas mudei por causa das atitudes das pessoas, que depois que passaram férias na minha casa, no Brasil se mostraram cheias de dedos comigo. Como assim, desfruta da intimidade da minha casa e depois fica tudo "frio"??? Percebi manipulações como estas aí do "se oferecendo" para cavar lugar pra ficar. Hoje, não caio mais. Só recebo na minha casa quem realmente merece a minha consideração. No final do ano passado, uma amiga que tinha sumido me ligou...justamente jogando verde para colher maduro. Sumiu de novo depois que eu disse que tínhamos outros planos.Será que estas pessoas não sabem que a gente percebe?!?!?! Uma vez, uma ex-colega de trabalho (nunca fomos uma na casa da outra, amizade mesmo no ambiente de trabalho apenas)simplesmente me enviou um e-mail dizendo que queria vir pra cá com a irmã (que eu nunca tinha visto) para passar férias. Bom, com ela eu disse mesmo que não tinha como receber, o que também era verdade. Nunca mais me escreveu. Acho que falta sensibilidade, compreensão, enxergar e entender as relações como são e respeitar os outros. Tem gente que acha que pode tudo, na hora que quer e pronto. Aí só vê que você tem que ser amiga e se você se nega a algo, pronto é descartável. Eu gosto sim de companhia, mas perceber que a você só é um facilitador, um lugar grátis pra ficar nas férias... complicado.

    ResponderExcluir
  5. Sandra eu simplesmente amo receber visitas!!!! Nossa!!! Amo muito! Mas também depende da visita, eu recebo muitas visitas ao longo do ano, mas nem todas eu acho que sao convinientes, mesmo assim abro com prazer as portas da minha casa, recebo com alegria, pq apesar de me aborrecer por coisas corriqueiras eu acho que é saudável ser gentil com amigos e familiares e sempre penso: São apenas alguns dias, ninguém morre por isso. Mas tem aquelas visitas, sabe... Aquelas que depois de três dias vão embora e vc ja chora?? Eu tenho dessas visitas também, que sirvo ate café na cama só pra agradar!!!

    Mas como vc mesmo colocou um pouquinho de "simancol" nunca é demais, se convidar é o fim né???

    Bjo

    ResponderExcluir
  6. Eu adoraria receber mais visitas, mas pessoas com quem tenho mais intimidade, não alguém que nem conheço e que nem sei se me identifico!
    Mas ao contrário de vc, nunca viajei com grupos de amigos e sempre senti falta disso! Até mesmo agora, viajamos apenas meu marido e eu! Eu adoraria viajar com outros casais de amigos, mas até agora nunca deu certo em termos de datas, escolha dos locais e a parte financeira (quando um pode, o outro está "apertado"!
    Além disso, reconheço que sou meio egoísta, gosto de fazer o que tenho vontade e no meu ritmo (adoro caminhar e meu marido e eu caminhamos horrores, subimos e descemos ladeira, acordamos às 6h e voltamos após a meia noite), e não é o mesmo ritmo de todo mundo... Para algumas coisas não nos importamos de gastar, como para visitar algum museu que nos interessa e para comer em um bom restaurante, mas desperdiçar dinheiro pegando um taxi para voltar ao hotel quando já pagamos o bilhete de transporte, isso me recuso!!! Então sei que certamente teria conflitos com qualquer pessoa...

    ResponderExcluir
  7. Penso como você, também fui criada da mesma forma. E eu e meu marido somos bem chatos com isso, jamais nos hospedamos na casa de ninguém, sempre, sempre ficamos em hotel. Nada a ver com frescura, mas por respeito e para não incomodar ninguém mesmo. Assim amizades permanecem intactas, laços familiares não se quebram. rs... E que cara de pau dessa pessoa do Orkut, hein? Que bom que você deu um chega pra lá nela. Beijo

    ResponderExcluir
  8. oi Sandra!!!
    eu sempre gostei de receber as pessoas em casa... principalmente meus pais...ADORO!!!
    no meu aniversário então...
    Mas, tem pessoas chtas, que não da vontade nem de abrir a porta né?!
    agora aí na Alemanha, acho que não terei tanats visitinhas...buaaaa
    bijinhos

    ResponderExcluir
  9. Eu já recei ao menos umas 3 pessoas aqui em casa que eu só conhecia pelo blog, mas tipo assim para ficar 3 dias no máximo ou só um final de semana. Nao me arrependo e foi muito legal tê-las aqui. Nós, meu marido e eu gostamos muito de receber pessoas. Mas para isso é preciso que o marido apoie, porque os dois precisam entrar na brincadeira. Mas para ficar semanas aqui em casa assim nao dá, a nao ser que seja parente porque incomoda sim, ter alguém em casa por mais de 3 dias ou um fim de semana.

    Outras que nao se hospedaram aqui em casa nós fomos ao seu encontro. Uma amigona que veio à Düsseldorf por um dia, ai nos encontramos e outra que esteve em Paris, combinamos tudo antes qdo seria legal para nós por causa dos nossos filhos e ai fomos num final de semana longo para Paris.

    Penso que cada um é de um jeito e ninguém é obrigado a abrir as portas da sua casa se nao se sente bem com isso.

    Agora, essa dai foi muito cara de pau. Porque as pessoas que vieram aqui em casa, nós já mantinhamos um relacionamento de blogs há mais de 3 anos e foi assim nao vinham só aqui para a Alemanha, elas estavam fazendo turismo e encaixaram a passagem delas por aqui... sim tem-se que tomar cuidado com este tipo de contato.

    Te desejo uma semana abencoada

    Bjao

    ResponderExcluir
  10. Anita
    E eu que pensei que fosse uma pessoa direta, rs... Tem hora que a gente tem mesmo é que dar um chega pra lá mesmo sem "gentilezas"... hahaha.

    Luana
    Que coisa!! Essa menina era sem noção mesmo hein... Pois é, é convivendo com alguém que a gente vai conhecendo todos as manias e determinados detalhes que antes não tinhamos nem conhecimento...rs...

    Nadja
    Eu já ouvi falar do Couchsurfing, mas acho que eu ainda não estou tão "evoluída" para deixar alguém que eu não conheço na minha casa. Tenho ciúme das minhas coisas :-)

    Eliana
    Vc tem razão, as vezes as pessoas se aproveitam de uma amizade para SÓ tentarem tirar proveito. Eu digo só porque a amizade tem disso também: é uma troca. Mas isso tem que acontecer de forma saudável e respeitosa, nunca somente por interesse em tirar vantagem.

    Débora
    Quando eu posso te visitar??? hahahahaha. Brincadeirinha... Menina, você é um doce!! Realmente acho que existem poucas pessoas com a sua disponibilidade neste mundo. Parabéns. Beijosss

    Milena
    Por isso que viajar em grupo tem que ser com alguém que tenha um ritmo semelhante, senão não rola mesmo!! Quando viajamos também gostamos de acordar cedinho para aproveitar o máximo, afinal não sai de casa pra ficar dormindo no quarto de hotel né...? Também evito ao máximo tomar taxi em lugares que o transporte público funciona bem.

    Eli
    Eu te entendo também. Parte da família do meu marido está na Alemanha, e no ano passado fomos visitá-los, especialmente porque tem um tio do meu marido que ele gosta muito. O marido fez questão de reservar hotel para não incomodar ninguém e eu também achei bom pois não tenho intimidade com esta parte da família. Bj

    Ana
    Eu também adoro receber, porém pessoas que são meus amigos!! Os chatos não tem vez aqui em casa mesmo :-)

    Geórgia
    É bem legal receber pessoas que a gente se sente bem né? E vc. tem razão, a casa não é só nossa, o marido tem que concordar também :-). Cara de pau dessa pessoa foi pouco!! E eu que inocente só queria ajudar, agora eu nem entro quase mais no Orkut...rs... Bj

    ResponderExcluir
  11. Receber gente é bacana quando a gente conhece a procedência da pessoa e quando a gente sabe que pode contar com uma help na casa tb. Não sei como funciona na Suíça, mas nos EUA os americanos abrem a casa e dão um quarto e só. Eles esperam que os hóspedes entendam que eles não tem obrigação de entretê-los, até pq eles querem deixar a pessoa à vontade para fazer seu próprio programa. Tb por aqui não se espera que o anfitrião americano vá cozinhar, lavar, passar enquanto o hóspede fica de bunda pra cima. Pra eles, quem quer um serviço mais costumized deveria ir para um hotel.

    Eu achava meio extremo no começo mas hj eu concordo, pq afinal hóspede não pode esperar que a pessoa seja empregado(a) dele só pq está na casa do anfitrião.

    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Acreditem se quiser isso aconteceu comigo quando estava no Brasil! Eu morava em Londrina e tinha um cara de Guarapuava que de vez em quando comentava em meu blog (apenas isso: o cara comentava no meu blog!) Um dia ele me manda um e-mail dizendo que na proxima semana teria um curso nao-sei-do-que em Londrina e que ele gostaria muito de participar, mas como nao tinha grana pro Hotel... gostaria de saber se podia ficar na minha casa!
    Como assim, Bial?
    Eh, bem assim mesmo. Um cara que comentava no blog queria passar 3 dias (3 DIAS!!) na minha casa... pode??

    ResponderExcluir

Seu comentário é bem vindo! Obrigada!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...