28.2.12

Hóspedes

 "O hóspede ideal é aquele que é esperado quando chega
e deixa saudades quando parte"
Danusa Leão
 
Lendo o blog da Eliana, o Vivendo aqui na Holanda, ela escreveu sobre uma reportagem da Danusa Leão, que entre outras coisas fala sobre simplicidade e etiqueta. Em uma das passagens a Danusa comenta que se não tiver dinheiro para viajar e se hospedar em um hotel ela não viaja, já que não gosta de se hospedar na casa de ninguém. A própria se mudou para um apto de apenas um dormitório porque ela não tem mais paciência para receber ninguém em casa. Eu achei um pouco radical mas em partes eu concordo até porque para se hospedar na casa de alguém, na minha opinião, é preciso ter muita intimidade e acima de tudo respeito para com o anfitrião.


Em junho eu devo receber uma amiga com o marido e o filho aqui em casa e estou muito contente com essa possibilidade, afinal eles são amigos queridíssimos que eu faço questão de receber na minha casa. Já estou fazendo os planos!!

Quando eu viajava em turma, vira e mexe alguém "diferente" participava das viagens e as vezes por ai tinhamos uma boa ou má experiência. Geralmente íamos para a praia e alugávamos uma casa ou íamos para a casa de alguém do grupo. Quando o grupo era o mesmo era fácil porque todo mundo se conhecia e assim não tinhamos desavenças. Eu sempre digo que se você quer conhecer uma pessoa viaje com ela e fique hospedado na mesma casa. Por ai você conhece os folgados, os bagunceiros, os encrenqueiros, os cooperativos, os engraçados, os legais e por ai vai.

Um tempo atrás teve uma situação no Orkut em que eu ajudei uma pessoa que pedia dicas sobre Zürich, já que ela estaria viajando pelas proximidades. Eu dei as dicas e tal e a pessoa pediu o meu msn (que eu quase nunca entrava) porque queria saber mais algumas coisas e eu prontamente passei o meu msn. Papo vai, papo vem, em um dado momento eu percebi pelas indiretas que ela queria que eu a hospedasse na minha casa! Como assim, uma pessoa que eu nunca vi na vida e troquei apenas algumas mensagens?? Na época eu fui clara e disse que meu apartamento era pequeno e que ainda não tinhamos estrutura para receber visitas, o que era verdade. O cúmulo foi em um dado momento ela sutilmente sugerir que ela e o marido não se preocupariam em dormir em qualquer canto. (!)

Eu acredito que é possível uma amizade nascer através de um contato virtual. Eu sei de meninas que se conheceram por blogs, pelo orkut e etc e que se tornaram amigas, que se visitaram nos países onde vivem, mas tudo foi sendo construído, a amizade foi brotando, ai sim né? O duro são quando certas pessoas forçam uma amizade para tentar tirar proveito disso. Pra mim é o começo do fim!

Eu não consigo ser intima de quem eu mal conheço assim logo de cara. Isso vem um pouco da minha criação, eu e minhas irmãs nunca fomos estimuladas a viver "enfiadas" na casa dos outros. Eu tinha amigas que praticamente passavam o dia fora de casa e pareciam que eram hóspedes nas próprias casas pois apareciam só para dormir...rs..

Enfim, quando se é hóspede o bom senso é o que prevalece. Fui hóspede pouquíssimas vezes e eu sempre fiz questão de não incomodar, ajudei até onde me foi permitido e retribui a hospedagem de uma maneira que eu achei carinhosa.

Conviver é uma arte e entre hóspedes e anfitriões é uma arte e tanto.

Continue lendo ››

24.2.12

A água na Suíça





A água aqui é muito calcária. Dizem que ela é super tratada e tal e é possível tomá-la diretamente da torneira. As vezes eu faço isso quando lembro de tomar água. Tenho um sério problema, tomo pouquíssima água, sei que faz mal mas é um mau hábito que eu estou tentando melhorar.

Marido não cansa de falar que o calcário faz super bem para a saúde, para o corpo, para os ossos e etc.. Pode até ser, mas que faz um estrago danado no cabelo ah isso faz. Gente, haja Kérastase pra dar jeito :-) !!!

Na Suíça e parte da Europa a água é "dura", como dizem os especialistas. Onde eu estou morando agora a água é super calcária. É tanto calcário que a chaleira que usamos para ferver a água tem que ser lavada com um produto especial de 2 em 2 semanas e olha que eu nem a uso todos os dias!! Sem contar que temos que usar produto especial anti-calc para tudo que é tipo de limpeza: box do banheiro, pia, produto especial para máquina de lavar louças, para máquina de lavar roupas, enfim... Haja anti calc!!

Já cogitamos instalar um equipamento especial que vai destruindo um pouco do calc antes da água chegar às torneiras, mas é muito caro e no momento temos outras prioridades. Já vi até um filtro especial que é instalado no chuveiro e filtra uma parte do calcário e eu me interessei para quando for lavar a cabeça :-). Marido não entende o porque de tanta preocupação com o cabelo!! Claro né, ele tem um cabelo ótimo e cabelo de homem lavou tá novo! Ele se preocupa com o "maquinário" da casa e eu com o cabelo...rs

O "truque" que estou usando agora é lavar o cabelo menos vezes durante o  inverno. Como o meu cabelo não é oleoso aguento quatro dias sem lavar e quando lavo (e quando lembro) o último enxague faço com água misturada com um pouco de vinagre e percebi que melhora sim, o cabelo fica mais leve. Parece que ph do vinagre "quebra" o calc. Não sou química, aprendi tudo isso pesquisando em sites e blogs na internet. Mas não pode abusar do uso do vinagre, é melhor usá-lo somente uma vez por semana porque ele contém álcool e álcool em excesso danifica os cabelos. Afff, mas é muito trabalho somente para lavar a cabeça, não sei não até quando aguento isso...rs...

E onde vocês moram, a água é assim também? Socorro!!!!

Update: Encontrei um shampoo anti-calc e ele tem resolvido muito o meu problema. Dá uma lida neste post aqui :-)

Continue lendo ››

22.2.12

Os portugueses



Dentre as muitas outras nacionalidades que convivem aqui na Suíça, estão os nossos conhecidos portugueses.

Os portugueses são conhecidos como bons trabalhadores, construiram Zürich e trabalharam pesado em outras grandes obras na Suíça. Há, inclusive, empresas de construção civil que praticamente só contratam portugueses tamanha a fama de "hard workers" que eles possuem e eu acho que a fama faz realmente jus a eles.

Eu sempre cruzo com portugueses por ai, no trem, nas ruas, em lojas e eu SEMPRE demoro para descobrir que se tratam de portugueses!! Gente, que sotaque!! Semana passada mesmo, eu tomei um tram e paralelo a mim estava um casal, eles começaram a conversar e eu achei que se tratasse de alguém do leste europeu, Lituânia, Albânia, sei lá... mas não, eles eram portugueses...hahaha, ou talvez pudessem ser moçambicanos ou angolanos porque parece que o sotaque deles é bem parecido com o de Portugal.

Alguma rua de Lisboa...

Há dois anos quando eu fui para Lisboa eu também demorei para captar o português de lá. Em Lisboa o sotaque ainda é limpo quando comparado a outras províncias de Portugal, de verdade, parece que não é português que eles falam.


Quem já viajou pela TAP passou pela experiência de escutar chiados e tentar adivinhar o que o comandante falava ao microfone. Ora poissssssssss :-)




Continue lendo ››

20.2.12

Carnaval suíço em Solothurn - Fasnacht


Como eu comentei neste post aqui, a Suíça é dividida entre cantões católicos e protestantes. Os cantões católicos comemoram o carnaval. E ao contrário do que muita gente pensa, o carnaval não é uma festa genuinamente brasileira. Quem quiser pode tirar a "prova" aqui...rs...




No domingo nós fomos assistir o carnaval em Solothurn, uma cidadezinha, que é considerada a pequena cidade barroca mais bonita da Suíça.




No trajeto as crianças (e adultos) distribuiam balas e chocolates

O carnaval foi um desfile de fantasias, com adultos e crianças, com "carros alegóricos" com críticas ao euro e a dupla "Merkozi" (Sarkozy e Angela Merkel), teve carro com a música "Ai se eu te pego" do Michel Teló..rs., e acima de tudo foi uma festa inocente. Me lembrou as festinhas de carnaval do interior de SP, uma época da inocência que não volta mais.







O carnaval daqui pode não ter o glamour do carnaval brasileiro, mas eu não vi gente bêbada pelas ruas, ruas sujas, engraçadinhos no trânsito, nem erotização (se bem que no frio de fevereiro isso é praticamente impossível...rs..), porque pra mim não há calor tropical que justifique a mulherada sair de peito de fora pra desfilar no sambódromo (sim sou careta!).







O desfile durou umas duas horas e meia mais ou menos. A cidade ficou lotada. Domingo estava friozinho e sol brilhou bem pouco. O carnaval mais famoso da Suíça acontece nas cidades de Basel e Luzerna. Segundo dizem é bem bonito e profissional, mas os desfiles acontecem durante a semana. Vamos nos programar para ir nos próximos anos.



Na terça-feira terá mais um desfile de carnaval em Solothurn. Não sei se farão algo novo ou se serão os mesmos carros alegóricos.

Por aqui nada de feriado. Eu nunca gostei muito do carnaval: não sei sambar, não gosto de muvuca, odeio bêbados, não gosto de gente se encostando em mim (sim sou chata), rs...



 



Eu sei que muitos brasileiros esperam pelo carnaval, mas acho até bom não estar no Brasil nesta época, pois é um risco andar pelas ruas, bêbados por todos os lados, gente louca dirigindo, estradas lotadas...aff. A verdadeira manifestação cultural de uma festa tão bonita acaba perdendo o sentido.

Pra quem gosta, bom carnaval!!! :-)


Continue lendo ››

19.2.12

Bremgarten


Aproveitamos o dia de sol no sábado e resolvemos fazer um passeiozinho. Escolhemos a cidadezinha de Bremgarten que é relativamente perto de casa. O dia estava perfeito para uma saidinha sem muitas pretensões. Eu adoro dias frios (não aquele frio de doer) e quando está ensolarado e friozinho, amo demais :-)


Bremgarten é uma cidadezinha medieval e está localizada entre Zurique, Lucerna e Aarau. O famoso clã austríaco Habsburgo começou nesta região da Suíça e somente depois de alguns anos seguiram para a Austria. No passado uma parte da Suíça também pertenceu a Aústria. Curiosidade: os austríacos estão para os suíços como os argentinos para os brasileiros...hehe


A cidade estava sendo preparada para o carnaval e tinha uma decoração bem infantil, que me lembrou as festas juninas do Brasil. A noite iria ter um desfile de carnaval.


A Suíça é dividida entre cantões católicos e protestantes. As cidades dos cantões católicos comemoram o carnaval. A parte protestante não, mas Zürich por exemplo, costuma ter uma representação do carnaval, mesmo sendo uma cidade majoritariamente protestante.


Falando em carnaval, assistimos a um desfile de carnaval em outra cidadezinha aqui perto chamada Solothurn. Mais detalhes em outro neste post :-).

No final do dia eu me joguei  comi uma Apfestrudel que estava tudo de bom. Tenho uma desculpa um motivo para comer esta torta porque ela é uma sobremesa sazonal, de inverno, então tenho que aproveitar !! 



Apfelstrudel: a gente come, ganha um monte de calorias e depois esconde tudo embaixo de um lindo casaco...hehehe.



Continue lendo ››

16.2.12

O país mais verde e a cidade mais cara

Essa semana Zürich foi eleita a cidade mais cara do mundo, seguida por Tóquio e Osaka (Japão) e Oslo na Noruega. A lista completa pode ser conferida aqui . E a Suíça ficou em primeiro lugar entre os 10 países mais verdes do mundo, seguida pela Letônia, Noruega e Costa Rica.

Klöntalersee
Eu acredito que a Suíça mereceu o mérito de cidade verde por todas as razões citadas aqui, pela preocupação com a redução dos poluentes e pelo cuidado com as áreas verdes do país. Todas as áreas verdes são muito bem cuidadas, os rios e lagos tem água limpíssima. As florestas que restaram também estão preservadas, dentro do possível (se a minha amiga Ka ler isso ela vai pensar: também destruiram tudo no passado tem mais é que preservar o que sobrou mesmo"), mas eu penso que é com os erros que se aprende e o país aprendeu. E quando eu leio notícias de São Paulo e vejo o povo reclamando por causa da proibição das sacolinhas de plástico nos supermercados eu nem sei o que pensar. Gente que quer que os supermercados ofereçam sacola de papel, o que pra mim é a idéia mais absurda. Quantas árvores têm que ser derrubadas para produzir as sacolas de papel?

Zürich é sim uma cidade cara, caríssima. E as pessoas vivem nesta cidade para trabalhar e consumir e ter mais dinheiro e ganhar mais e competir e ter o cargo mais alto nos bancos e nas empresas, e novamente ter mais dinheiro (ganhar dinheiro é bom também, não estou criticando!). Não todo mundo, nem todo mundo, mas é assim na maioria das vezes. No oposto disso estão os punks que vivem na cidade, eles estão sempre reunidos ás margens do Rio Limmat. Não trabalham por ideologia e assim se recusam a se enquadarem no esquema da cidade.

Bellevue, Zürich
Zürich oferece segurança, qualidade de vida, quase tudo funciona bem, o trem atrasa raríssimas vezes e quando isso acontece o "atraso" é de 3, 5 minutos, o tram e o bus estão sempre no horário, tudo funciona como um relógio suíço. O mercado de trabalho é vibrante, as pessoas conseguem ganhar um salário atrativo. Tudo funcionando, tudo controlado, tudo no horário. E depois de um tempo vivendo nessa "vibe" você também vai ficando menos intolerante quando algo não funciona "de acordo", ou seja, você sem perceber já entrou no esquema da cidade. As vezes a emoção do caos também faz falta. Não reclamo de viver aqui, afinal foi uma escolha minha. Sou feliz!

No quesito entretenimento a cidade deixa um pouco a desejar, porque uma cidade tão cara poderia oferecer mais em termos de diversão... pelo menos para o meu gosto. A maioria dos lugares (bares, discos, festas, restaurantes) estão quase sempre lotados porque de uma certa forma acredito que há uma carência de mais lugares/espaços assim. Não sei porque não há mais investimentos nesta área. Quem lê pensa que eu frequento a night...hahaha.
 
No verão a cidade muda! A vibe é outra. A cidade vibra, as pessoas vibram. Ai o verão acaba, a cidade muda, as pessoas mudam... e este ciclo vai se repetindo entra ano e sai ano.

Lugar perfeito não há, talvez Pasárgada, vou me embora para lá...

Continue lendo ››

14.2.12

Valentinstag

Love is in the air
  


O amor é um exercício diário de respeito, paciência, compreensão, amizade, superação... e é para ser lembrado e celebrado todos os dias e não somente hoje :-).

Muita gente critica a data por causa do apelo comercial em que ela é envolvida, mas acho que aqui na Europa ainda é bem mais light do que no Brasil...rs... eu nem ligo! Aproveito cada dia que podemos para comemorar o amor, pois hoje em dia isso está em falta neste mundo.

Reza a lenda que San Valentim era um bispo que se negou a obedecer as ordens do imperador que não queria que ele celebrasse os casamentos na época da guerra, pois acreditava que os soldados solteiros seriam melhores combatentes. Por esse motivo ele foi preso e decapitado no dia 14 de fevereiro.

Pra mim não importa muito se a história é uma lenda ou não, o que importa é que hoje e no dia 12 de junho, no Brasil, comemoramos ("oficialmente") o amor.

Então para quem acredita no amor: Happy Valentine's Day!! ♥♥♥



Tulipas vermelhas significam amor eterno, amor perfeito, e representam para quem as dá uma verdadeira declaração de amor, uma simbologia de um amor eterno, um amor verdadeiro e cuidadoso, aquele que não terá fim.  (fonte: osignificado.com.br)


Ich liebe dich mein Schatz!


Continue lendo ››

13.2.12

Aventura na neve



Final de semana, eu e meu "Schatz" fomos nos aventurar na neve. Mas não pense que nós fomos esquiar ou fazer algum outro esporte de neve. Nós fomos descer ladeira neve abaixo com um brinquedinho (uma espécie de trenó), conhecido por aqui como "Schlitten".

Paramentada para enfrentar a neve
Seguimos para Preda-Bergün que é uma cidadezinha bem conhecida para a prática deste "esporte".  Lá, em cima dos alpes, tem uma pista enorme para escorregar na neve (Schlittelbahn) e atrai muita gente na temporada. 

E a escolha não poderia ter sido melhor: A pista estava coberta de neve! E para nos ajudar, apesar do frio, o sol ainda deu as caras durante uma boa parte do dia. Aproveitar o inverno também é bom:-)

O schlitten pode ser alugado lá mesmo ou você também pode levar o seu. Eu já havia "praticado" uma vez esse "esporte" brincadeira há um ano atrás, mas estava "destreinada"...rs, porém eu acho que é como andar de bicicleta, uma vez que você aprende, nunca esquece :-)



A cidade fica encravada nos Alpes e é bem bonitinha.


É super fácil "esquiar" com o "Schillten" basta sentar e você mesmo controla a velocidade através das duas cordinhas que ficam na frente do trenozinho e com o próprio corpo faz as curvas. Até que eu não fiz feio, me sai bem :-)






A galera se aquecendo com café


A vista do alto é linda!!

Vamos tentar brincar de "Schlitten" de novo ainda neste inverno - mas em outra cidade mais próxima da nossa casa - enquanto ainda tem neve. Me senti criança de novo :-).

SweetZerland
Continue lendo ››

12.2.12

St. Moritz


Eu, em cima do lago congelado
 St. Moritz, está localizada nos alpes suíços, e é um dos locais mais conhecidos  do mundo para férias de inverno e para a prática de esportes na neve. Para a prática de esportes ou somente para relaxar a cidade conta com uma infraestrutura super sofisticada de hotéis de luxo. St.Moritz está situada a uma altitude de 1856 metros acima do nível do mar e está localizada no cantão de Engadin. Reza a lenda que em St. Moritz o sol brilha em média 322 dias por ano, o que sem dúvida é um feito raro em terras suíças. A região ainda é rica em fontes de água mineral.

St Moritz está no caminho de Preda-Bergün e foi lá que brincamos "Schlitten" (detalhes em outro neste post) ?

Mesmo com o sol brilhando estava muiiito frio e o lago que circunda a cidade estava completamente congelado! Eu morri de medo de ficar sobre ele, mas tinha muita gente por lá e havia informação que todas as manhãs agentes da Gemeinde (prefeitura) fazem um controle para verificar se o lago não vai descongelar e pôr em risco as pessoas que circulam por ele. O lago congelado estava sendo preparado para uma corrida de cavalo e competição de pólo sobre o gelo.


Cavalos sobre o lago congelado.



Os visitantes passeando no lago congelado


Haja neve!!


Tudo em St.Moritz é muito caro!  Todos os anos turistas do mundo todo lotam a cidade para férias de inverno ou esportes na neve. A cidade tem uma infra-estrutura excepcional para a prática de esportes na neve. Famosos de todos os lugares já estiveram hospedados por lá, dizem que o princípe Charles tem um chalezinho para férias e ele costumava ir todos os invernos com a princesa Diana e com os filhos para lá :-).





E de fato a cidade é linda! Mas confesso que preferi outras cidades alpinas menos famosas e glamourosas que já conheci. Claro que St. Moritz tem seu charme, mas meu estilo é um pouco menos glamouroso, rs..  Ficamos por lá até quase o final do sábado, andamos bastante pelo lago congelado e curtimos a paisagem branquinha.


SweetZerland
Continue lendo ››

10.2.12

Freitag: Pensando verde

Foto: ur-style.de

Se você for um bom observador e estiver aqui em Zürich ou em outros arredores da Suíça, logo irá perceber que aqui e ali circulam pessoas usando uma bolsa, que a princípio parece velha, com a inscrição "Freitag". Eu pensava que eram bolsas distribuídas no comércio, confesso até que as achava feinhas e esquisitas...rs..

Depois de um tempo vivendo aqui fui me acostumando com elas e já não as achava feias, fui as achando "descoladas" e "modernas". E todo mundo que eu via portando uma bolsa dessas eu achava descolado e então eu fui começando a querer ser uma "descolada" também. Mais do que descolada, as bolsas Freitag são ecológicas, pois são totalmente feitas com material reciclável, mas exatamente com lonas usadas de caminhões, ai juntei o útil ao agradável: além de descolada eu também iria ser "verde".

A história da Freitag é bem interessante. Freitag em português significa sexta-feira, mas no caso das bolsas o nome nada tem a ver com esse dia da semana. O nome se deve aos criadores da marca: os irmãos Daniel e Markus Freitag. Eles cresceram em uma fazenda perto de Berna, a capital da Suíça, e não tinham muitos recursos financeiros na época, desejavam presentes de Natal e o papai noel não vinha, assim começaram a criar os próprios brinquedos com os materiais que encontravam na fazenda e nos arredores. Eles recolhiam bicicletas quebradas, madeira, tudo que achassem que poderia ser transformado. Com o passar do tempo estudaram e se tornaram designers. Como andavam muito de bicicleta queriam uma bolsa que fosse impermeável e que resistisse a exposição ao ar livre por um longo tempo e consequentemente a eventuais quedas. Ai descobriram que com lona de caminhões poderiam criar uma bolsa alternativa e resistente. Assim nasciam as bolsas Freitag. Hoje há uma linha completa, desde bolsas à capas de celular, sacolas, mochilas e até uma linha mais "chique".

O sucesso da Freitag se deve também ao fato dos criadores dela realmente serem e terem uma mentalidade ecológica e pensarem na sustentabilidade como um meio de vida. Foram eles mesmos que introduziram na fazenda do pai a compostagem de resíduos, em uma época que pouco se fazia isso. Eles quase não usam carro e apóiam e participam de projetos para preservar o meio ambiente. Não é só uma estratégia de marketing, parece que eles realmente são o que pregam.

Meu surto ecológico durou até quando vi os preços das bolsas Freitag: 200, 300, 500 francos! Por uma bolsa de lona velha?? Ok, tem todo um contexto ambiental, design e marketing da marca, mas confesso que o meu pensamento verde foi mudando de cor. Não que elas sejam assim tão caras que seja impossível comprá-las, como por exemplo uma Louis Vuitton (pelo menos para os meus padrões), mas imaginei que custassem menos, bem menos... Quem sabe um dia eu tome coragem e desembolse esses francos e compre uma pra mim. Por enquanto vou usando o meu conceito de sustentabilidade indo ao supermercado com a minha própria sacola, separando o meu lixo, sendo mais consciente e menos consumista ao comprar e etc... desta forma ajudo o meio-ambiente e também me torno uma cidadã verde :-)



Continue lendo ››

9.2.12

Inteligência Emocional

Google imagens

Todas as noites, às quartas-feiras, até o final de março, eu estou participando de um ciclo de palestras sobre Inteligência Emocional em Zürich. Essas palestras são uma iniciativa de uma ONG chamada Teléfono de la Esperanza que tem sede na Espanha e está presente em 11 países da América Latina (não está no Brasil), e em algumas cidades da Europa como Londres, Paris, Porto e Zürich. El Teléfono de la Esperanza se assemelha ao CVV - Centro de Valorização da Vida - e presta suporte emocional por telefone e apoio nos momentos de crise.

Os voluntários que estão ministrando as palestras são psiquiatras ou psicólogos "hispano hablantes" que vivem na Suíça. As palestras não são gratuítas, mas são oferecidas por um valor simbólico para que haja comprometimento por parte dos participantes.

Eu quis participar porque é sempre bom aprender algo mais. Apesar do tema me ser familiar, está sendo bom para me reciclar e conhecer gente nova. Futuramente eu pretendo fazer algum trabalho voluntário nesse sentido. As palestras são realizadas com pequenos grupos. No grupo em que eu estou são onze mulheres de várias partes da América Latina e uma da Europa (Peru, Equador, Argentina, México, Venezuela, Colombia, Espanha e euzinha representando o Brasil :-)).

É um grupo bem misto com pessoas que já estão vivendo aqui há muito tempo ou outras que nem tem tanto tempo assim, como eu.  Em Zürich vivem MUITOS imigrantes e há gente de toda a parte do mundo, e muitos da América Latina também. A experiência tem sido positiva. É muito bom interagir, discutir e se relacionar com pessoas que estão buscando melhorar e aprender alguma coisa. O que mais me chama a atenção é a facilidade de contato com nosotros de Latino América :-) porque quando você vive em um país tããããão cheio de "cerimoniais" você acaba até perdendo um pouco da espontaniedade no contato pessoal.

Apesar de eu achar que com o boom do livro do Daniel Goleman sobre Inteligência Emocional esse tema tenha virado uma espécie de auto-ajuda, eu acredito sim que é importante saber reconhecer as nossas emoções e conhecer-nos a nós mesmos para que tenhamos êxito nas relações pessoais e sermos emocionalmente estáveis.

Interessante também ver que quando se trata de emoções os homens quase nunca estão presentes nestes debates...rs...  As mulheres, de uma forma geral, têm muito mais facilidade de lidar com os sentimentos.


Continue lendo ››

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...