16.1.17

Pfäffikon, o inverno

Quando Vivaldi escreveu os sonetos para as Quatro Estações, ele conseguiu demonstrar através da música e da profundidade das suas notas, a diferença entre uma estação e outra, tal qual podemos  comprovar nos lugares onde as quatros estações do ano são bem definidas.

A música transmite claramente a mudança das estações, onde por exemplo, na Primavera sentimos que é primavera, porque é uma música leve, alegre, graciosa, que simboliza o recomeço da vida na natureza. Assim o inverno também está bem representado, porque a melodia do soneto é "forte", menos festiva e mais profunda, como o frio e os dias escuros do inverno.



 (*) 1 º andamento: Allegro non molto
Agitado tremor traz a neve argêntea
Ao rigoroso expirar do severo vento
Corre-se batendo os pés a todo momento
Bate-se os dentes pelo excessivo frio
  Às margens do lago de Pfäffikon em um dia frio e lindo de inverno

2º andamento: Largo
Ficar ao fogo quieto e contente
Enquanto fora a chuva a tudo banha
 O sol iluminando as árvores secas, a neve e o lago de Pfäffikon

 3º andamento:
Caminhar sobre o gelo com passo lento
Pelo temor de cair neste intento
Girar forte e escorregar e cair à terra
De novo ir sobre o gelo e correr com vigor
Sem que ele se rompa ou quebre....

...voltamos a sentir o cortante vento norte
apesar das portas fechadas
isto é o inverno que não obstante tem as suas delícias.
Sentir ao sair pela ferrada porta,
Siroco, Borea e todos os ventos em guerra;
Que este é o Inverno, mas tal, que (só) alegria porta.
Pfäffikon é uma cidade circundada pelo lago de Zurique, porém pertencente ao cantão Schwyz. A área onde está o lago é muito bonita e fica irreconhecível no inverno, principalmente quando tomada pela neve, como o dia em que fizemos estas fotos.
O inverno é uma estação do ano bem longa por aqui e ao que tudo indica esse ano teremos um inverno bem frio e com muitos dias de temperaturas negativas.

Mas, já que o inverno está ai, o jeito é passar por ele e aproveitá-lo da melhor maneira possível...

Enquanto essa neve toda não derrete vou curtindo o lado bonito do inverno.
Porque como bem escreveu Vivaldi, ele existe. E além do mais, o inverno também traz alegrias! Pelo menos para alguns, rs...

Continue lendo ››

13.1.17

O inverno na Suíça: roupas, acessórios e sapatos que funcionam

Primeiramente feliz ano novo!! Espero que todos tenham tido uma ótima entrada de ano e que as energias tenham sido renovadas para o ano que se inicia.

E início de ano por aqui é sinônimo de muito frio! Frio e neve! Foi assim que começou 2017. E, todos os anos, assim que começa o inverno, começam a pipocar dúvidas e perguntas sobre o frio: "estou indo dia tal para a Suíça, é muito frio?"..."onde posso comprar roupas de inverno ai"? "corro o risco de pegar neve"? Sim, é bastante frio e o risco de pegar neve entre dezembro e fevereiro, existe. No entanto, é possível passar o inverno sem muita "sofrência", se você souber escolher bem as suas roupas, calçados e acessórios para passar pelos dias mais frios.

Eu digo isso porque depois de alguns aninhos morando aqui, eu posso dizer que aprendi a comprar roupas para o inverno, isso porque eu já comprei muita coisa errada, que fizeram eu me arrepender (e passar frio!), mas também que me ensinaram a escolher o que funciona pra mim. E, inverno na Suíça, não é brincadeira não!

Hoje em dia eu sou da opinião que vale muito mais a pena investir em roupas feitas de tecidos naturais na composição (como lã, cashmere, merino) do que ter várias blusinhas/pullovers/casacos de tecido sintético, que além de não esquentarem, farão você suar e também não criarão um isolamento contra o frio.

Lã e cashmere na composição: quanto maior a porcentagem, melhor!!
Claro que quanto mais nobre for o tecido, mais caro ele vai custar, porém o custo x benefício valerá a pena. E também não é preciso (e tampouco acessível) comprar tudo de uma vez. A cada inverno, adquirindo aqui e ali uma ou outra peça de mais qualidade, aos poucos você conseguirá montar um guarda roupa de inverno bem bacana - e quentinho. Para quem vem passar só um curto período de tempo em um lugar de clima frio, talvez não valha a pena comprar muitas coisas, já que no Brasil, dependendo de onde se more, essas roupas serão pouco usadas. Entretanto, para quem mora ou vem à Europa ou à outros lugares de clima frio com uma certa frequência, vai valer a pena. Aqui na Suíça a partir do dia 27 de dezembro até finalzinho de janeiro, a maioria das lojas começam a liquidarem. E é ai que vale a pena começar a procurar pelas promoções de roupas de inverno. E promoção por aqui é promoção mesmo, com descontos que ultrapassam os 70%.

De tudo o que eu já comprei e usei essas são as coisas e materiais que melhor funcionam pra mim, para o inverno daqui:

Tecido natural: conforto e qualidade

Das lãs, o cashmere é um dos tecidos mais caros, mas vale cada centavo. Claro que uma blusa 100% cashmere (eu nem tenho uma!), vai custar muito (a partir de uns 300 francos por aqui) e nem são encontradas em todas as lojas. Entretanto muitas lojas vendem pullovers com uma mistura de lãs - ai entra o cashmere - que pode conter 5,10,15% desta lã na composição. E mesmo essas pequenas porcentagens, acreditem, já fazem muita diferença.
A Benetton é umas das lojas onde há sempre uma boa ofertas de pullovers com cashmere na composição e na época das sales é possível comprar essas blusas por a partir de 50 francos!!

Além do cashmere outras lãs como merino, alpaca e angorá também esquentam bastante. Não esqueça sempre de olhar a etiqueta interna das roupas que informa a porcentagem e o tipo de material usado. Porque, convenhamos, que no ambiente aquecido das lojas, qualquer tecido sintético parecerá quentinho quando tocado. E é ai que a gente se engana, compra e depois passa frio!
Pullover da Esprit, com lã e alpaca na composição
Cachecol com uma pequena, mas confortável, porcentagem de lãs

Jaquetas & calçados respiráveis x tecidos de alta performance: não é feitiçaria, é tecnologia!

A tecnologia investida em roupas para deixar o corpo transpirar e respirar naturalmente é o que existe de mais moderno em termos de vestimentas para o inverno e a neve. Jaquetas, calçados, casacos têm sido desenvolvidos com uma tecnologia usada pela NASA para as roupas dos astronautas.

A Geox é uma marca italiana e líder no mercado neste segmento que após anos de pesquisa, desenvolveu o "calçado que respira", que conquistou o mercado. Com o sucesso, as pesquisas foram ampliadas, surgindo uma linha de casacos e jaquetas com a mesma tecnologia respirável dos sapatos. 

A explicação da Geox:
"A transpiração: A transpiração é o sistema de regulação térmica do nosso corpo: o suor, ao evaporar, retira o excesso de calor. Os pés, devido ao peso e ao movimento, são uma das partes do corpo que mais transpira: o calçado comum com sola em borracha impede a evaporação do suor e faz condensar sob a base dos pés, provocando a desagradável sensação de pés molhados."

O mesmo acontece com as outras partes do nosso corpo!

Regulagem termal, impermeabilidade, leveza e corta-vento. Tudo isso
em um só casaco!!
As melhores jaquetas normalmente são forradas com penas de ganso, o que as tornam leves e ao mesmo tempo esquentam e formam uma barreira que protege contra o frio e vento. Aqui na Suíça existe uma linha de jaquetas chamadas "funktionsjacke" (jaquetas com função), ou seja, a jaqueta tem uma ou mais funções como todas essas citadas (regulagem termal, corta vento e etc...). Aqui não basta estar vestido "na moda", é imprescindível se proteger bem do frio! Afinal isso pode custar a sua saúde.
 
Na etiqueta a composição: 70% penugem (daunen em alemão), 30% penas/plumas (Federn)

Eu tenho uma jaqueta da Geox, e foi de longe uma das melhores compras de inverno que eu fiz. E, quando eu falo que promoção na Suíça é de verdade...., eu paguei 100 francos pela jaqueta, quando a comprei na Schild, em uma super promoção de inverno! Claro, que não só a Geox tem jaquetas boas, há várias no mercado, o negócio é procurar bem e sempre prestar atenção no acabamento e no enchimento delas.  
Ah, casacos em geral, eu também sempre compro com bolsos, pois isso vai ajudar a aquecer as mãos quando estiver na rua!!

Além disso eu gosto muito de coletes (aqui são chamados de Gilet), que protegem bem e te ajuda na construção de camadas entre uma roupa e outra, além de não deixarem você com a aparência de um(a) "astronauta" por estar usando milhares de camadas de roupas.

 

Fleece, uma ajuda intermediária entre as camadas de roupas

O fleece é um tecido parecido com a flanela. Ele é de um tipo de material muito usado para roupas de montanha, ou seja, é um tecido muito apropriado para esportes de montanhas e para atividades outdoor, mas que não impede que você o use em dias mais frios quando vai passar muito tempo ao ar livre (visitando por exemplo um mercado de Natal, hehe, ou em dias que além de frio, venta muito.


Em todas as lojas de esporte daqui é possível encontrar blusas em malha fleece. Este é um tipo de tecido que faz uma isolação muito eficiente. Ele também é usado como forro para gorros. Os gorros que são feitos somente de lã, até funcionam, mas não para aqueles dias em que venta muito e o vento parece que vai entrando nas suas entranhas!!! Um reforço de fleece no forro é sempre bem vindo para estes dias.
Gorros de lã forrados com fleece

Além disso o fleece é também usado como forro para meia calças de inverno (aqui chamadas de Thermo Strumpfhose ou Fleece Strumpfhose).Eu não gosto de usar meia calça com calça, acho que fica muito "pesado", porém tem dias que não tem jeito! Entretanto essa meia calça mesmo sendo usada com saia, protege MUITO. Uma maravilha! Esquenta e protege contra o frio e vento. Vale a compra.

Botas com solado antiderrapante
Claro que os calçados também precisam de uma atenção. As melhores botas para o inverno são aquelas forradas e com um solado grosso e antiderrapente. Eu também compro as minhas botas de inverno um número maior para poder usá-la com uma meia mais grossa (ou duas). Essa folga faz com que a bota não fique me apertando!

Eu já escorreguei mais de uma vez, naquela neve que vai derretendo e tenho certeza que só não me espatifei no chão por causa do solado antiderrapante da minha bota. Aquelas botas com solado liso, servem só mesmo para quando o tempo estiver seco, porque no piso molhado e na neve, as chances de você tomar um tombaço com elas serão grandes!

Isolação para calçados
Uma ajuda extra para os calçados são as palmilhas com forro de alumínio. Elas ajudam a criar uma isolação entre o solado e o chão. Faz diferença mesmo! Aqui na Suíça elas podem ser encontradas no Supermercado Migros ou em lojas de calçados como a Dosenbach, Oschner Sports e outras lojas de esportes.


Spray para impermeabilizar calçados e casacos 
Outra coisa super importante é impregnar/impermeabilizar os seus calçados e casacos. Consulte sempre o verso da embalagem para saber se o spray é apropriado para ser usado em qualquer tipo de tecido. Normalmente eu não uso para casacos de lã, mas sim para couro e material sintético. Quando você for sair na neve ou em dias que chove muito é importante impermeabilizar principalmente o seu sapato. Isso criará uma camada de proteção nele contra a água, que acaba danificando, principamente o couro. Além disso, protegerá, o seu sapato contra o sal que fica retido na neve quando ela está sendo derretida e passa para o seu sapato. Aqui a limpeza da neve é feita com sal para que ela derreta rápido. E isso é um "veneno" para o couro, que o danifica e faz "rachar". Impregne sempre que possível o seu sapato antes de sair de casa e quando voltar, limpe e dê mais uma "sprayzada" quando você sair de novo na chuva ou na neve. Isso vai garantir que o seu sapato tenha uma vida útil mais prolongada, além de estar sempre com aparência de bem cuidado. Esses sprays (Dauer Imprägnierer) você encontra em lojas de calçados e supermercados. 


E, se mesmo assim, você estiver na rua e ainda sentir muito frio, entre em uma loja para se aquecer, ou melhor ainda, pare em uma cafeteria e tome um café com bolo! Com certeza isso vai te ajudar a passar pelo inverno de uma maneira bem mais agradável, confortável, aquecida - e gostosa!

O inverno não precisa ser penoso. Mesmo que você ainda não trabalhe, não esteja estudando ou não tenha tantos compromissos fora de casa, procure sair, nem que seja para dar uma volta pelo quarteirão. Isso ajudará você a ir criando mais resistência contra o frio. Além disso a gente precisa mesmo respirar um frischluft (ar fresco). Os suíços não abrem mão de sair para caminhar e respirar um ar fresco, mesmo no inverno. O corpo precisa de movimento, até para poder queimar as calorias de tudo que a gente come no inverno, hehe.

⛄ ⛄ ⛄Que o inverno seja agradável para todos que passam por aqui! ⛄ ⛄ ⛄
Até mais!


Continue lendo ››

22.12.16

Mercado de Natal de Munique

Luzes, câmera e Natal! É assim, com muitas luzes e câmeras fotografando e filmando por todos os lados, que aos mercados de Natal recebem os visitantes. E tem sempre muita gente, esteja o frio que estiver! Ninguém se abala com isso.
O mês de dezembro está quase no fim e este é o meu primeiro post natalino do mês! Logo eu que adoro o Natal! Eu imagino que para um "não-cristão", que more em um pais cristão, ou para quem não goste do Natal, que essa época do ano seja "insuportável" (rs..) tamanha a atmosfera natalina que se vê por todos os lados. E eu acho tudo isso insuportavelmente maravilhoso!!

Todos os anos eu procuro visitar pelo menos um mercado de natal diferente, já que aqui na Suíça eu visito sempre o de Zurique e eventualmente algum de outra cidade. E são todos realmente muito festivos.
Muitos alemães e suíços tem por hábito montar a árvore de natal com um pinheiro de verdade.
Estes estavam sendo vendido em frente ao Feldherrnhalle (Hall dos Marechais)


Desta vez, estive no mercado de Natal da cidade Munique. Que "só" a cidade, já dispensa apresentações. Cada vez que eu piso lá, eu gosto mais ainda dela. Adoro Munique e eu acho que "conseguiria" até morar na cidade se tivesse chance, rs...Cidade incrível, bonita, bem cuidada e repleta de opções de lazer. Imagine então com o mercado de Natal!!

Marienplatz, Munique. Foi assim com esse céu azul (um luxo para o mês de dezembro,rs.) que fomos recebido na cidade.

Em Munique há vários mercados de Natal. O mercado que nós visitamos, acredito eu que seja o mais central da cidade, pois ele fica na parte histórica de Munique, começando na Karlplatz e seguindo pela Marienplatz até o Virtualienmarket, que é uma espécie de "feirinha" com barracas vendendo flores, especialidades locais, e etc...

Como era de se esperar, muita comida, doces e glühwein (vinho quente) sendo vendidos. O cheiro do vinho, das amendôas caramelizadas e das mais diversas comidas, deixava a atmosfera das ruas ainda mais especial. Cheiro de Natal!!

Além disso, no pátio do Palácio Residenz que também fica na parte histórica de Munique, acontecia uma feira de Natal. Ou seja, a cidade estava realmente tomada pelo clima natalino.
 
Natal no páteo de Palácio Residenz, que foi a casa dos antigos reis da Bavária
A medida que a noite foi caindo e as luzes foram se acendendo, foi ficando tudo ainda mais bonito e consequentemente, lotado. Quase impossível fazer fotos com tanta gente!
Artesanatos, velas, bonecas, compotas de frutas, mel, lanternas, bijouterias, ou seja, muita coisa bacana e bonita sendo vendida nos mercados de natal. E, honestamente, achei o preço da maioria das coisas bem justo e correto. Vale mesmo muito a pena!

Vi algumas barracas de artesãos, cujo ofício foi passado de geração para geração desde o ano de 1900 e alguma coisa...é muita tradição!



Eu pensei se deveria publicar esse post, pois logo quando comecei a separar as fotos para o post, houve o atentado ao mercado de natal de Berlim. E, é claro que eu e milhares de pessoas ficaram abaladas com essa notícia. No entanto o próprio prefeito da cidade de Berlim, em entrevista, disse que as pessoas devem continuar visitando os mercados de Natal, pois a segurança foi reforçada com mais policiais e barreiras foram instaladas nos mercados para impedir ataques similiares.
 
Não devemos mesmo ceder ao medo que os terroristas querem nos impor. Claro que devemos tomar cuidado, mas onde estaremos seguros? Em casa? No trabalho? Na escola? Na rua? Devemos também ajudar a não aumentar o pânico, não alimentando a onda de boatos e muito menos compartilhando links com notícias de sites pouco confiáveis por ai. Enfim, a vida tem que seguir.
Biergarten próximo ao Virtualienmarkt em Munique
Independente disso, os mercados de Natal da Alemanha, seguidos pela Suíça e Aústria são uma atração imperdível e tradicional nesta época do ano. As cidades ganham realmente um ar festivo, as pessoas confraternizam na rua até o horário de fechamento dos mercados e a atmosfera é mesmo de muita alegria.


Que nada consiga nos tirar a paz.

Feliz Natal! Muita luz e harmonia a todos!
Continue lendo ››

19.12.16

Kaiserschmarrn, a sobremesa do imperador

Kaiserschmarrn, um nome um pouco difícil de pronunciar, mas uma sobremesa muito fácil de fazer. A primeira vez que eu experimentei Kaiserschmarrn, foi em Viena, na Aústria. Aliás essa sobremesa vem de lá. Porém você não precisa ir até a Aústria para experimentar esse doce (claro, que se puder comer lá, melhor ainda!), pois é muito fácil de fazer.
Kaiserschmarnn, servido com uma compota de cerejas. Que delícia!!
Reza a lenda que esse doce foi inventado quando o então imperador da Aústria, Franz Joseph, quis uma sobremesa e o cozinheiro, visto em apuros, resolveu preparar um doce com os pouquíssimos ingredientes que até então ele tinha na cozinha. Assim, "nascia" o Kaiserschmarrn, que em tradução livre significa Kaiser (imperador) schmarrn (algo como nosense, absurdo, sem sentido). "Imperador nosense" (??).
Kaiserschmarrn do mercado de Natal de Zurique. Pouco fotogênico, mas uma delícia.
Este doce é muito comum na Áustria, mas com o tempo ele se espalhou pela Alemanha e República Tcheca. Aqui na Suíça eu só vi sendo vendido em eventos pontuais, como no mercado de Natal de Zurique. Estive lá semana passada e é claro que eu tive que experimentar o de lá também, que não decepcionou e estava uma delícia. Aliás, no mercado de Natal de Munique, (post em breve) na Alemanha, havia também uma barraquinha vendendo Kaiserschmarrn.


Kaiserschmarrn sendo vendido no mercado de Natal de Munique
Bom, mas o que é exatamente o Kaiserschmarrn? É uma espécie de panqueca, feita com farinha, passas, ovos, leite e açúcar, que depois de frita, é cortada em pedaços e servida com uma compota de frutas, purê de maça ou outras variações de "molho" doce.

Abaixo segue o vídeo do Axel, um alemão que fala português e que ensina a preparar esse doce. Ele fez sem a compota de frutas, mas a variação fica a sua escolha!


Fica ai então a dica de uma sobremesa deliciosa que é fácil e rápida de fazer.

Bom apetite!
Continue lendo ››

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...